Economia

Zema afirma que reajuste da Cemig aprovado em maio não vai vigorar

Em coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira, 6, via redes sociais, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), informou que a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) não vai aplicar o reajuste nas contas dos consumidores de 4,27%, que foi aprovado em maio. Ontem (05), a companhia havia comunicado que está contestando reajuste aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e que pediria a devolução de R$ 714,4 milhões aos clientes de seu braço de distribuição.

+ Mourão, sobre ser vice de Bolsonaro em 2022: ‘Estou trabalhando para isso’

Segundo informações da Agência Minas, o cancelamento do aumento, que se refere ao reajuste anual, é resultado de negociação entre o governo e a presidência da Cemig. Segundo Zema, a medida faz parte do esforço para amenizar os impactos da pandemia de covid-19 na população do Estado. Ainda segundo o governo, a iniciativa deve beneficiar também pequenos empresários.

Veja também

+ Ford anuncia local e investimento de US$ 700 milhões em fábrica que criará F-150 elétrico

+ RJ: tráfico promete caçar quem gravou equipe do Bravo da Rocinha: ‘Vai morrer’

+ Hubble mostra nova imagem de Júpiter e sua lua Europa

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea