Cultura

Yungblud vai salvar o rock & roll?

Crédito: Divulgação

REBELDE Dominic Harrison, o Yungblud: elogios de Mick Jagger (Crédito: Divulgação)

O britânico Yungblud, de 24 anos, está nas nuvens: Mick Jagger afirmou em entrevista que o jovem roqueiro britânico está salvando o rock ao “injetar energia e vida” no estilo. O reconhecimento do líder dos Rolling Stones é um golpe em seus críticos, que acusam o artista de apostar mais na imagem polêmica que na música. Mas a realidade é que Jagger está certo: com sua postura irreverente e desafiadora, Yungblud está muito mais próximo da rebeldia que deu origem ao rock & roll que muitas bandas veteranas que permanecem na ativa apenas por razões financeiras. “O que Jagger falou foi lindo. No dicionário, o verbete ‘rockstar’ deveria trazer apenas uma definição: ‘Mick Jagger’. Ele sabe o que está dizendo: os roqueiros de verdade têm mesmo de irritar a geração anterior, é isso que temos que fazer. Esse estilo é totalmente sobre energia e liberdade”, afirma Yungblud à ISTOÉ. Mas o jovem acredita que está salvando o rock? “Essa música está no meu sangue, na minha alma, desde Chuck Berry aos dias de hoje. Mas não estou salvando nada, estou apenas adotando o seu espírito.” Yungblud está no topo das paradas com Memories, single em que ele canta ao lado de Willow, filha do ator Will Smith. Ele explica a parceria: “nossa amizade surgiu quando ela participou do meu podcast. Willow é inovadora, interessante e uma ótima cantora. Tomamos uns drinques em Londres e depois nos encontramos no estúdio em Los Angeles. Memories nasceu dessa conexão.” Feliz por voltar aos palcos, Yungblud garante que virá ao Brasil no início de 2023. “Estava tudo pronto para a turnê quando veio a pandemia. Mas agora é real: estou contando os minutos para os shows no Brasil”, afirma. Os fãs brasileiros também.