Esportes

Yago admite desgaste físico e mental após quase 70 jogos do Fluminense no ano e cita ansiedade por Fla-Flu

Volante ainda afirmou que sente dores no tornozelo, mas não preocupa para o clássico no próximo sábado, às 19h, no Maracanã

Yago admite desgaste físico e mental após quase 70 jogos do Fluminense no ano e cita ansiedade por Fla-Flu

durante entrevista coletiva no CT Carlos Castilho (Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC)


Com duas temporadas praticamente coladas, o Fluminense chegará, no próximo sábado, em clássico com o Flamengo no Maracanã, aos 69 jogos em 2021. O desgaste vem sendo sentido pelos atletas, que sofrem com lesões na reta final do Campeonato Brasileiro. Em entrevista coletiva nesta terça-feira, no CT Carlos Castilho, o volante Yago Felipe admitiu a dificuldade de ter uma sequência tão longa. Ele é um dos que mais entrou em campo no elenco tricolor.

– Não falo com tom de desabafo, mas são números que podemos ver. Ninguém estava esperando uma pandemia, mas é muito desgastante física e mentalmente. Estamos sempre fazendo contas pela vaga na Libertadores, tem a pressão não só dos torcedores, mas nossa também para ganhar e ir para cima. Todo jogo é importante. Emendou duas temporadas, sempre pergunto quantos jogos eu to no ano e desde janeiro já são quase 70 só meu. Na temporada são 52 – afirmou.

– É desgastante. Procuro descansar em casa, me alimentar bem, usar a estrutura do clube. Para que eu possa jogar. Uma das minhas principais características é o físico. Se eu não me preparar bem não consigo ter boas atuações. Muitos jogadores estão sofrendo lesões e é normal, mas estamos vivendo uma loucura de duas temporadas intensas – completou.

Veja a tabela do Brasileirão

Este será o sétimo clássico do Fluminense nesta temporada e o quinto diante do Flamengo. Foram duas vitórias, uma derrota e um empate diante do Rubro-Negro. No último encontro, o Tricolor levou a melhor no primeiro turno do Brasileirão com um gol de André já nos minutos finais. A novidade será a presença das duas torcidas pela primeira vez desde o início da pandemia. Veja aqui as informações sobre ingressos.

​- Muito feliz em disputar mais um clássico. Independente da situação que cada um vive, é um campeonato à parte o clássico. Sabemos a importância para o torcedor e para o nosso ambiente, para a sequência. Estamos muito preparados e concentrados para fazer um grande Fla-Flu. Estávamos há muito tempo sem o torcedor no estádio, mas com todos os protocolos já estão voltando. Bateu um pouco de ansiedade, queríamos mostrar tudo que estávamos fazendo e não conseguimos, isso de certa forma vai frustrando também. Mas a minha expectativa é sempre a melhor. Torcedor nos apoiando em um Fla-Flu é um sonho. Espero que a gente possa fazer um grande jogo.

Depois de uma sequência de sete jogos sem perder no Brasileirão, o Fluminense amargou três partidas sem vitória até bater o Athletico-PR por 1 a 0 no último domingo, na Arena da Baixada. Uma das críticas por parte da torcida é que a equipe não consegue jogar bonito, apesar de ter o resultado favorável em alguns momentos. Yago falou sobre as atuações do Flu e sobre a formação com três volantes promovida pelo técnico Marcão quando assumiu o time.

– Dentro de uma temporada toda equipe tem seus altos e baixos. Temos que ter consciência disso e quando tivermos momentos não tão bons assim nos fechar para mesmo assim conquistar os resultados. Tem jogos que dá sim para jogar bonito e para cima, propondo o jogo. Mas algumas vezes temos que marcar mais atrás para conquistar a vitória. Independente de como a equipe vai estar, em bom momento técnico ou não, temos que dar a vida para conquistar os pontos. É importantíssimo dentro de um campeonato difícil como o Brasileirão – analisou.

– Quando o Marcão assumiu o comando como treinador não estávamos em uma situação confortável, especialmente no Brasileiro estávamos mal. A situação incomodava e ele optou por um sistema defensivo muito bom para ganhar os jogos, voltar para a parte de cima da tabela. Era de mais marcação no meio e deu resultado, ficamos sete jogos sem perder. Mas entendemos que em algumas partidas precisa sim de um meia mais ofensivo para a gente propor mais o jogo. É o que o Marcão tem feito. Conversa bastante com a gente e orienta, também comentamos entre nós – concluiu.

O volante também admitiu ainda sentir dores no tornozelo desde a lesão sofrida ainda em agosto, na eliminação do Flu na Libertadores para o Barcelona de Guayaquil (EQU). Entretanto, Yago afirmou que estará em campo para o clássico às 19h, neste sábado. O triunfo na última rodada fez o Tricolor chegar aos 36 pontos, subindo para a oitava posição na tabela do Campeonato Brasileiro.

– Está tudo bem no tornozelo, é o mesmo que eu sofri a lesão no jogo com o Barcelona na Libertadores, então às vezes incomoda. Mas não vai preocupar para o clássico – afirmou.


Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais