Mundo

Xi Jinping parabeniza Biden por vitória em eleição

Xi Jinping parabeniza Biden por vitória em eleição

O presidente chinês Xi Jinping em 2 dezembro de 2019 em Pequim - POOL/AFP/Arquivos

PEQUIM, 25 NOV (ANSA) – O presidente da China, Xi Jinping, parabenizou Joe Biden nesta quarta-feira (25) por sua vitória nas eleições de 3 de novembro nos Estados Unidos.

As congratulações do mandatário chegam 17 dias depois da confirmação do triunfo do democrata sobre o presidente Donald Trump, assegurado com a conquista da Pensilvânia, em 7 de novembro.

No último dia 13, o Ministério das Relações Exteriores da China já havia parabenizado Biden e sua vice, Kamala Harris, mas Xi não tinha se pronunciado sobre o resultado das eleições americanas até esta quarta-feira.

Segundo a imprensa estatal chinesa, o líder enviou ao democrata um telegrama no qual diz que os dois países devem evitar “confrontos” e promover o “respeito mútuo e o espírito de cooperação ganha-ganha”, além da “nobre causa” da paz mundial.

Entre as maiores economias do mundo, apenas dois líderes ainda não felicitaram o presidente eleito dos EUA: Jair Bolsonaro e Vladimir Putin. Apesar das tentativas de Trump de obstruir a apuração na Justiça, Biden garantiu 306 dos 538 votos no colégio eleitoral, contra 232 do republicano.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Estados onde o presidente denunciava supostas fraudes sem apresentar provas, como Geórgia e Pensilvânia, já certificaram seus resultados, tornando a vitória de Biden irreversível. Trump ainda não reconheceu sua derrota oficialmente, mas já autorizou o governo a iniciar os trâmites para a transição.

A China foi o principal alvo da retórica do republicano em seus quatro anos de mandato, marcados pelo protecionismo e pela guerra comercial contra o gigante asiático.

Apesar disso, Trump não conseguiu reduzir o déficit comercial com a China, que ainda se aproveitou da saída dos EUA do Acordo de Associação Transpacífico (TPP) para assinar um tratado de livre comércio com países da mesma região. (ANSA).

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel