Esportes

Williams contrata israelense como novo piloto de testes

ROMA, 16 JAN (ANSA) – A Williams anunciou nesta quarta-feira (15) a contratação de Roy Nissany para ser o novo piloto de testes da equipe na temporada de 2020. Ele é o primeiro israelense a fechar um contrato oficial na Fórmula 1.   

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Em 2020, o piloto de 25 anos, que já guiou o monoposto da Williams nos testes da Pirelli na temporada anterior em Abu Dhabi , disputará três sessões de treinos livres. No entanto, Nissany ficará grande parte do tempo no simulador da equipe.   

“Estou emocionado por me tornar piloto oficial de testes da Williams. Este também é um marco no esporte a motor em Israel.   

Quando testei para a equipe em Abu Dhabi, em dezembro, me senti instantaneamente confortável no carro e com a equipe. A experiência que vou ganhar este ano, entrando na Williams, será inestimável e estou ansioso para começar, dentro e fora da pista”, contou o israelense.   

A contratação de Nissany foi questionada pelos fãs do esporte, já que o piloto não conquistou bons resultados nos últimos anos.   

A chefe da equipe, Claire Williams, explicou em uma coletiva em Tel Aviv os motivos que a levaram a trazer o israelense.   

“Somos uma equipe em uma jornada de recuperação, e precisamos ter pilotos que tem a capacidade de entender o que está passando. Não existe motivo para colocar um piloto no carro que pensa que não está fazendo um bom trabalho, especialmente na posição em que você está. Só vamos pegar pilotos que sabem o que passa e que vão entender o que acontece com o carro, que vão traduzir ajuda no desenvolvimento, e o Roy provou isso quando fez o teste em Abu Dhabi no ano passado”, disse Williams.   

A relação entre Israel e o automobilismo ainda é muito jovem, visto que as corridas eram até 2005 proibidas no país. O primeiro circuito israelense aprovado pela Federação Internacional do Automobilismo (FIA) foi inaugurado há menos de dois anos.   

Nissany é patrocinado pelo magnata israelense-canadense Sylvan Adams, que ajudou a levar o Giro d’Italia para Israel em 2018. O piloto também deverá ser o primeiro de seu país a disputar a Fórmula 2.   

O novo piloto de testes da Williams é filho de Chanoch Nissany, que começou sua carreira no automobilismo com mais de 30 anos de idade. Apesar de não oficialmente, o israelense teve duas aparições na F1, uma delas foi em um teste com a Jordan, em 2004, a outra aconteceu na temporada seguinte, quando participou de algumas voltas nos treinos livres do GP da Hungria com o carro da Minardi.(ANSA)

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ Nova Honda CB125F 2021 com consumo recorde de 67 km/l

+ Motoqueiro entrega pizza no estúdio do MasterChef Brasil de hoje (22)

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Após morte de cachorro, Gabriela Pugliesi adota nova cadela

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea