Welcome To The Jungle: o Brasil sob Bolsonaro

Welcome To The Jungle: o Brasil sob Bolsonaro

Muro com desenho do presidente Jair Bolsonaro (2-E) e seus filhos, o deputado Eduardo Bolsonaro (E), senador Flávio Bolsonaro (1-D) e o político Carlos Bolsonaro (2-D) e a frase "familícia", no bairro do Grajaú, Rio de Janeiro, em maio de 2020 - AFP

Bem vindo à selva, gritava a genial banda Guns N’ Roses, em 1997. Ô saudade dos meus 30 anos!! “It gets worse here everyday” (aqui fica pior a cada dia). Naquele tempo, o Brasil era apenas uma exótica floresta tropical. Hoje, sob Bolsonaro, tornou-se uma selva em chamas.

Como candidato, Messias babava toda sua grossura, preconceito e breguice. Como presidente, pratica. O amigão do Queiroz é um perigo! Quando não está tentando golpear a democracia, está atentando contra ela. E contra os brasileiros indefesos.

O marido da jocosamente apelidada de Micheque, por conta dos depósitos inexplicados e inexplicáveis em sua conta, ultrapassou a barreira do negacionismo puro e simples, e hoje trafega no mais puro obscurantismo. Bolsonaro é a representação viva da idade média.

Como até as emas do Alvorada lhe deram as costas, o propagandista de cloroquina resolveu apelar: num dia, ressuscitou o vermífugo do astronauta; noutro, decidiu privar milhões de brasileiros de uma possível imunidade ao novo coronavírus. Afinal, vacina pra quê?

Para este ignorante, beirando um homicida, quanto pior, melhor. Quanto menos isolamento social, mais aglomeração, menos cuidados pessoais (como o uso de máscaras) e mais doentes e mortos, mais satisfeito fica o pai do senador das rachadinhas.

O mundo civilizado corre ligeiro em busca de uma cura para esta maldita pandemia. Se não vier, através de tratamentos e drogas, que ao menos surja rapidamente uma vacina que imunize os povos afetados. Bilhões de dólares e milhões de vidas estão em jogo.

Porém, na selva Brasil, o macho-alfa da manada terraplanista pensa diferente. O idiota, aboletado na presidência da República, prefere disputar, com rivais políticos, quem tem o bilau maior. Bolsonaro é simplesmente um bebezão mimado, e pra lá de malcriado.

O pior é que este proto-psicopata encontra respaldo em boa parte da população. E quanto mais apregoa insanidades, mais risco traz para todos, já que seus seguidores tendem a repetir suas atitudes. Não por acaso, nas cidades onde mais tem apoio, o contágio é maior.

O Brasil, repito, é uma selva. Por aqui, matamos 60 mil pessoas por ano. Outras 60 mil morrem em acidentes. Nas ruas, mata-se por uma fechada de trânsito. Nos estádios, mata-se pelo time. Como na selva, nossos animais estão livres. Matando e morrendo como moscas.

Se fôssemos um zoológico, faltariam jaulas. Boa parte dos Três Poderes ocuparia todas elas. O selvagem-mor de Brasília que o diga. Haveria uma ala inteira dedicada ao bolsonarismo. Sonho meu. O País se tornaria bem mais respirável. E a Covid teria menos chance.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2020 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.