Esportes

Wagner Ribeiro diz que Abel Ferreira foi ‘demagogo’ e crê que Endrick pode decidir Mundial para o Palmeiras

Em entrevista ao programa Nossa Área, da Rádio Bandeirantes, empresário defendeu a ida do jovem talento para a Abu Dhabi, e até projetou o gol da vitória contra o Chelsea

Wagner Ribeiro diz que Abel Ferreira foi ‘demagogo’ e crê que Endrick pode decidir Mundial para o Palmeiras

Quem pensou que os bastidores do Palmeiras seguiriam tranquilos antes da ida para Abu Dhabi, se enganou. Nesta sexta-feira, em entrevista ao programa Nossa Área, da Rádio Bandeirante, o empresário Wagner Ribeiro, que foi contratado para cuidar dos assuntos de Endrick, criticou o técnico Abel Ferreira e garantiu que a joia decidiria o Mundial de Clubes se fosse inscrito.


TABELA
> Veja classificação e simulador do Paulistão-2022 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Confira a pré-lista de inscritos do Palmeiras para o Mundial de Clubes

Famoso agente de jogadores que cuidou dos negócios de Neymar, Gabigol, Lucas Moura, entre outros, está em vias de assumir a carreira de Endrick, quando o garoto completar 16 anos. Às vésperas do Mundial, Wagner tem defendido a ida o prodígio para os Emirados Árabes, mas esbarrou no treinador português, que não vê como o momento propício para fazer esse movimento.

– O Abel, técnico do Palmeiras, está sendo demagogo. Ninguém está defendo que ele leve o menino com a obrigação de jogar e ser campeão. Claro que não, ele tem 15 anos. Eu peço para ele levar o menino para sua formação profissional. Isso fará bem para o Endrick, para o Palmeiras e para o futebol. Ele quando fez aquela piada, que era para o Endrick comprar uma passagem aérea para a Disney, ele foi infeliz. Ele tem que entender que os gênios precisam fazer os que gostam, é um dom de Deus, não cabe ao homem limitar, ele está limitando o menino – declarou o agente.

Enquanto Abel entende que Endrick ainda não está pronto, Wagner Ribeiro pensa o contrário e acredita que o jovem já mostrou credenciais para estar na lista de inscritos para o Mundial. Segundo o empresário, o comandante palmeirense erra ao abrir mão do garoto e aposta que ele poderia decidir o título para o clube, uma vez que já que fez isso na disputa da Copinha.

– O que se sabe é o que o técnico falou, que é para ele comprar uma passagem para a Disney, então estou um pouco preocupado, porque o menino está pronto para ir, ele quer ir, tem condições para ir, na Copa São Paulo ele foi caçado em campo por jogadores de 21 anos, que batiam muito nele, e ele foi aquele atleta ímpar, decidiu os jogos na hora certa, marcou gols maravilhosos, não dá para acreditar que um menino de 15 anos jogue o que ele joga, sem medos, sem traumas, para frente, e o Abel está perdendo uma oportunidade de se consagrar, porque ele levaria um menino de 15 anos, daria um título ao Palmeiras, que o palmeirense fala que tem, mas a maioria fala que não tem, que é o Mundial. E o Abel está errando em não levar, eu penso assim.

– O Palmeiras deve levar os melhores jogadores para o Mundial. A brincadeira era “o Palmeiras não tem Copinha e não tem Mundial”. Copinha já tem, graças ao Endrick, e pode ter Mundial, graças ao Endrick – completou.

Observando que possivelmente Abel Ferreira não irá abrir mão de sua convicção, Wagner Ribeiro opina que pelo menos o técnico possa levar Endrick na delegação que irá viajar para Abu Dhabi, assim o garoto poderia mostrar que tem condições de entrar na lista até o dia 6 de fevereiro. O agente, inclusive, lembrou a atuação no último Mundial para mostrar a necessidade do Palmeiras em contar com o jovem entre os 23 escolhidos para o torneio.

– O melhor cenário é esse: o Palmeiras leva o Endrick para compor elenco, para treinar, para fazer coletivo, se ele for bem no coletivo, o treinador coloca ele no banco e no jogo final contra o Chelsea, ele entra aos 20 do segundo tempo e faz o gol da vitória, esse é o cenário dos sonhos, cenário que todo palmeirense quer, cenário que o Endrick quer, que todos nós queremos. Isso depende única e exclusivamente do técnico do Palmeiras. Se ele viajasse para treinar, para incorporar o elenco, eu tenho certeza que ele vai entrar, vai jogar e vai decidir. Escreve isso, estou falando desde o começo de janeiro.

– Como foi o Palmeiras no último Mundial com o Abel? Quantos gols fez? O Palmeiras não precisa de um 9? Ah, mas ele não aguenta jogar 90 minutos, os caras dão porrada… Pô, coloca o menino para jogar meia hora, ele decide em meia hora. Quem está falando isso não sou eu, é a torcida do Palmeiras, todo mundo concorda comigo – concluiu.

O Palmeiras embarca para os Emirados Árabes na próxima quarta-feira, mas ainda sem a definição da lista de inscritos, já que a Fifa prorrogou o prazo para 48 horas antes da estreia do time na competição. Por isso, Abel Ferreira deverá levar todos os jogadores disponíveis do elenco para treinar em Abu Dhabi e, aí sim, decidir quem ficará com as 23 vagas para disputar o Mundial de Clubes.