Saúde da mulher

Você deveria fazer sexo todos os dias?

Crédito: Freepik

Além de prazeroso, o sexo tem benefícios para a saúde, mas será que você deveria fazer todos os dias? Importante ressaltar que, geralmente, tratam como sexo apenas a penetração, mas o ato não se limita a isso. A prática também pode considerar beijos, toques, masturbação e qualquer outra atividade íntima que dê prazer sexual a uma pessoa.


+ Dia do Orgasmo: Saiba qual é a posição sexual favorita de cada signo

+ Mitos e verdades sobre sexo na gravidez

A pressão sexual está por quase toda a parte. No entanto, de acordo com uma pesquisa realizado pela “YouGov” em 2017, apenas 4 % dos adultos afirmam fazer sexo diariamente. O estudo se refere ao ato como relação sexual. Já dados apresentados pela “Tenga Self-Pleasure Report” em 2020, apontam que 13% praticam a masturbação todos os dias.

Sozinho ou acompanhado, o sexo traz inúmeros benefícios para o bem-estar físico e mental. Confira abaixo.

Aumenta o desempenho sexual

Como diz o ditado, a prática leva à perfeição. Neste caso, a prática pode melhorar seu desempenho na hora H, com ou sem um(a) parceiro(a). Isso não significa apenas orgasmos melhores, como também aumento na produção de lubrificação vaginal, o que pode tornar o sexo ainda melhor. Ou seja, quanto mais praticar, melhor vai satisfazer seu parceiro e a si mesmo.

Reduz estresse e ansiedade

De acordo com estudos, orgasmos ajudam a reduzir o estresse e a ansiedade. O relaxamento acontece graças ao aumento de ocitocina no organismo, que diminui a tensão. Além disso, é um ótimo aliado para o bom humor.

Ajuda dormir melhor

É comum sentir sono após o sexo. A liberação de hormônios e a sensação de relaxamento depois da transa ajudam as pessoas a adormecerem mais rápido e melhor.

Alivia dores

Esqueça os remédios, pratique o amor! As endorfinas e outras substâncias químicas liberadas durante a excitação e orgasmo são analgésicos naturais.

Pode ser bom para o coração

Junto com menos estresse e sono melhor, que são bons para o coração, o sexo também pode reduzir a pressão arterial. Pode ser considerado um exercício leve a moderado, dependendo de quanto tempo e esforço que se faz.

Fortalece o relacionamento

Todos os pontos abordados anteriormente podem ser benéficos tanto quando praticados em companhia ou individualmente. No entanto, é claro que também há vantagens exclusivas para uma relação a dois. Os hormônios liberados durante o ato sexual podem proporcionar além do prazer, o aumento do vínculo, afeto e confiança. Isso vale inclusive para beijos e carícias, estímulos e outras brincadeiras erógenas.

Estimulante sexual

A explosão de prazer durante a transa é forte e faz com que se tenha mais vontade de praticar, criando um ciclo. Logo, quanto mais sexo um casal fizer, mais desejo vão ter e, consequentemente, mais sexo farão.

Mas não se esqueça: dar prazer a si mesmo também pode aumentar o próprio desejo sexual.

Unsplash

Existem desvantagens?

Para chegar à conclusão se deve ou não praticar sexo todos os dias, é preciso pensar nos prós e contras. Apesar das inúmeras vantagens, o sexo precisa ser consensual, prazeroso e não desempenhar traumas.

Entre as desvantagens da prática diária estão:

Lesões na pele

O excesso de fricção durante o ato – esfregar, penetrar, vibrar, beijar, entre outros – pode deixar a pele mais sensível, principalmente na região íntima, podendo ocasionar em irritações e lesões. Caso isso ocorra, é preciso tomar as medidas necessárias de tratamento para evitar bactérias que podem aumentar o risco de infecções.

Infecção de urina

O sexo frequente também pode aumentar as chances de infecção de urina. Isso acontece devido ao contato com a região da uretra, que pode facilitar a chegada de bactérias ao canal. Para evitar, é importante urinar sempre após a transa ou masturbação.

Ferimentos

Algumas práticas sexuais como sexo anal, por exemplo, exigem uma certa preparação e cuidados especiais. Quando feitas sem a devida atenção, podem ocasionar em dores e ferimentos.

DSTs

Em caso de sexo com outra pessoa, existe o risco de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs). Por isso é muito importante o uso de preservativos, único método que pode prevenir o contágio.

Não significa maior felicidade entre o casal

Fazer sexo muitas vezes por semana não torna um casal mais feliz em relação àqueles que transam apenas uma vez por semana. O fato foi apresentado em uma pesquisa com 30 mil pessoas, realizada pela rede social alemã ResearchGate em 2015.

Resultado

Sexo é bom e deve ser feito quando há vontade. O sexo diário pode ser ótimo para o bem-estar e para o relacionamento, mas não deve ser o único foco. Mais importante do que quantidade, é a qualidade. Não se prenda a padrões impostos. Não espere ter alguém para praticar, o autoamor também existe e é tão bom quanto estar acompanhada.