Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

A brasileira Viviane Jungblut está em grande fase neste ano. Após se classificar para o Mundial de Esportes Aquáticos em Budapeste e deixar Poliana Okimoto fora do evento, a gaúcha conquistou um resultado expressivo neste sábado ao faturar a medalha de prata na etapa portuguesa da Copa do Mundo de Maratonas Aquáticas em Setúbal.

Viviane Jungblut completou os dez quilômetros de prova com o tempo de 1h37min37s2. Assim, só ficou atrás da italiana Rachele Bruni, que faturou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos do Rio e venceu a prova portuguesa ao cravar 1h37min36s2. O pódio foi completado pela equatoriana Samatha Arévalo Salinas, com 1h37min42s9, em terceiro lugar.

“A temperatura da água estava um pouquinho gelada, mas deu pra aguentar até o final. O que decidiu foi a última volta. Foram cinco voltas, mas na última consegui me posicionar bem no começo e aí no sprint final consegui dar um “gás” a mais e ficar em segundo. Esta foi minha primeira prova de Copa do mundo pra valer e fiquei bem surpresa, e muito feliz porque a gente está treinando muito para o Mundial de Budapeste e não estava descansada pra essa prova. Foi um resultado muito positivo. A prova em si tinha bastante corrente nos contornos de boia. Acabei perdendo posição em vários contornos e essa é uma coisa que preciso ficar mais ligada para não perder muitas posições”, disse Viviane.

A prova também contou com a participação de Ana Marcela Cunha. A brasileira havia vencido a disputa em Setúbal em 2008 e em 2014, mas agora ficou na sexta colocação com o tempo de 1h38min10s6.

Na disputa masculina, a vitória foi de Kristof Rasovsky (1h29m50s97), da Hungria. Mob Muffels, da Alemanha (1h29min52s97), e Andrea Manzi, da Itália (1h29min59s06), completaram o pódio. Os brasileiros Allan do Carmo, Diogo Villarinho e Fernando Ponte terminaram em 11º, 14º e 34º lugar, respectivamente com os tempos de 1h30min09s17. 1h30min15s15 e 1h34min56s53.