Esportes

Vitória de Duílio mostra força política do grupo de Andrés no Corinthians

Ala política do ex-presidente corintiano continua no comando do Timão pelo menos até 2023, completando 16 anos à frente do clube do Parque São Jorge 

Vitória de Duílio mostra força política do grupo de Andrés no Corinthians

O Corinthians elegeu o seu presidente no último sábado, quando Duílio Monteiro Alves se tornou o 31º presidente da história do clube. O triunfo eleitoral do antigo diretor de futebol mostra a força política do grupo de Andrés Sanchez na política corintiana.

VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

Desde 2007, quando assumiu a presidência após a renúncia de Alberto Dualib, Andrés Sanchez e sua chapa ganharam cinco eleições consecutivas: 2009 e 2018 com Andrés, 2012 com Mario Gobbi Filho (terceiro colocado na eleição deste ano concorrendo como oposição), 2015 com Roberto de Andrade, e agora, em 2020, com Duilio Monteiro Alves.

Portanto, se somarmos o ano inicial de Andrés com o final do mandato de Duílio, a chapa ‘Renovação e Transparência”, ficará pelo menos 16 anos à frente do clube alvinegro. Vale ressaltar que Andrés deixou claro em entrevistas que não pretende continuar ativo politicamente no Corinthians a partir de agora. O ex-mandatário comentou o resultado da eleição em seu Twitter.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

Enquanto isso, Mário Gobbi, terceiro colocado nas eleições deste ano, parabenizou Duílio pela vitória nas eleições.

Duílio Monteiro Alves foi eleito novo presidente do Corinthians no último sábado, com 1.081 votos, vencendo Augusto Melo e Mario Gobbi.

O mandatário corintiano tomará posse no dia quatro de janeiro. Ele tem 45 anos e foi escolhido por Andrés Sanchez, em 2010, para ingressar no departamento de futebol e trabalhar ao lado de Roberto de Andrade, em substituição a Mário Gobbi, depois de liderar o departamento cultural durante o centenário.

Duílio também foi diretor-adjunto de futebol no mandato de Mário Gobbi, entre 2012 e 2015. Voltou em 2018, assim que Andrés Sanchez foi eleito para sua segunda passagem pela presidência, como diretor de futebol. Resta saber como será o futuro do Corinthians com o novo presidenciável a partir de 2021.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Carla Perez fala sobre vida nos EUA: “Aqui é vida normal”
+ Denise Dias faz seguro do bumbum: “Meu patrimônio”
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel