Mundo

Vídeo: série de explosões das forças ucranianas destroem artilharia russa

Essa filmagem aérea mostra uma série de explosões atingindo posições de artilharia russa em um campo aberto na Ucrânia.


+ Musk suspende acordo para compra do Twitter
+ Idoso morre ao enterrar esposa que tinha acabado de matar nos EUA
+ Brasileiro é preso em Portugal durante operação da Interpol que investiga tráfico de órgãos

O vídeo foi compartilhado pela 59ª Brigada Motorizada – uma formação das Forças Terrestres Ucranianas – na terça-feira, 10 de maio.

A brigada disse (em ucraniano): ‘Nova série Orcs Welcome to Hell.

‘A 59ª brigada de infantaria motorizada separada com o nome de Yakov Gandziuk destruiu a instalação de artilharia autopropulsada racista 2C19 ‘Msta-C’.

“Esta máquina mortal – um obus de 152 milímetros de longo alcance – trazida pelos russos à nossa terra para matar ucranianos, agora está em uma pilha de sucata, espalhando o campo ucraniano. Junto com ele, várias instalações D-30 de 122 milímetros foram distribuídas por nossos soldados.

‘Bem, o dia foi produtivo. Mas a verdadeira colheita ainda está por vir.”

A 59ª Brigada Motorizada está guarnecida em Haisyn, que é uma cidade em Vinnytsia Oblast, no centro da Ucrânia.

A brigada não especificou onde na Ucrânia os ataques foram filmados.

As tropas russas invadiram a Ucrânia em 24 de fevereiro, no que o Kremlin agora chama de ‘operação militar especial’ para ‘proteger Donbass’.

De 24 de fevereiro a 10 de maio, as perdas totais em combate das tropas russas são de cerca de 26.000 pessoas, de acordo com o Estado-Maior Geral das Forças Armadas da Ucrânia.

Os militares ucranianos também dizem que a Rússia perdeu 1.170 tanques, 2.808 veículos blindados de combate, 519 sistemas de artilharia, 185 sistemas de foguetes de lançamento múltiplo, 87 sistemas antiaéreos, 199 aviões de guerra, 158 helicópteros, 1.980 veículos motorizados, 10 tanques de combustível, 12 navios, 380 veículos aéreos não tripulados, 41 unidades de equipamentos especiais e 94 mísseis de cruzeiro.

A filmagem vem como um shopping center e um depósito na cidade portuária de Odesa, no sudoeste, foram atingidos por ataques de mísseis russos, matando um e ferindo cinco.

O presidente ucraniano Volodymyr Zelenksyy alertou que o bloqueio russo aos portos ucranianos no Mar Negro representa uma ameaça ao abastecimento global de alimentos.

Enquanto isso, as forças russas estão realizando ‘operações de assalto’ na usina metalúrgica Azovstal na cidade portuária sitiada de Mariupol, no sudeste da Ucrânia.

O vice-primeiro-ministro ucraniano disse que há mais de 1.000 soldados – centenas dos quais feridos – escondidos nas siderúrgicas.

E a Missão de Monitoramento de Direitos Humanos da ONU na Ucrânia diz que recebeu relatos de estupro, nudez forçada e violência sexual após uma visita a 14 cidades em Kiev e Chernihiv Oblasts.