Geral

VÍDEO: ‘Mamãe Falei’ insulta petistas e causa briga generalizada na Alesp

A discussão da PEC da reforma da Previdência para os servidores do estado de São Paulo nessa quarta-feira (4), na Alesp, terminou em uma grande confusão entre os deputados. Arthur do Val (atualmente sem partido), mais conhecido como ‘Mamãe Falei’, falava ao microfone quando deputados do PT e do PSOL subiram à tribuna.

Minutos antes, ‘Mamãe Falei’ já havia sido advertido por Cauê Macris (PSDB), presidente da casa, por ter chamado os servidores do plenário de “bando de vagabundos” e por ter chamado para a briga alguns dos presentes. A sessão foi suspensa após ter muito empurra-empurra e ameaça de socos. Alguns deputados tiveram que ser contidos.

“Chamei de bando de vagabundo, sim. É um bando de vagabundo mesmo. Não todos os servidores, só aqueles que estão aqui aplaudindo quem ofendeu a deputada Janaina”, afirmou o deputado Arthur do Val em entrevista ao jornal Agora, da Folha.

“O deputado Enio Tatto veio aqui, subiu na tribuna e falou que a Janaina Paschoal sentou no colo do Doria e disse que quem vai votar a previdência é vendido. Quem votou no PSDB pra presidência da Casa foram eles. Quem assinou contrato de R$ 40 milhões para publicidade da Alesp foi o Enio”, completou Arthur.

Enio Tatto (PT) também foi ouvido pela reportagem e afirmou que a confusão não teria nada a ver com ele. “Ele [o deputado Arthur do Val] pediu primeiro a fala do Paulo Fiorilo (PT) e provocou o pessoal do plenário, perguntando se o pessoal ia ter estômago, e começou a provocar. Chamou o pessoal de vagabundo várias vezes, o presidente Cauê Macris (PSDB) advertiu. Ele diz que é por causa do que eu falei com a deputada Janaina Paschoal (PSL), mas eu já me desculpei com ela, e ela já aceitou minhas desculpas. Está tudo certo. Ele fez para tumultuar”, disse.

Assista ao vídeo abaixo: