Geral

Vídeo: Guardas municipais aplicam mata-leão em professor que dava treino irregular

Crédito: Reprodução

O professor de educação física Felipe Francisco levou um mata-leão de um guarda civil metropolitano em Ribeirão Preto (SP) na sexta-feira (23). De acordo com a Guarda Civil Metropolitana (GCM), o uso da força física foi justificado como forma de conter o homem. As informações são do Uol.

Conforme os agentes, Felipe teria tentado mordê-los durante a ocorrência e por isso tentaram imobilizá-lo. O professor também não teria seguido as orientações da equipe da GCM.


Ainda segundo a corporação, o homem estava desrespeitando as regras de quarentena e utilizando espaço público para dar aulas remuneradas sem autorização da Prefeitura de Ribeirão Preto. Os guardas também acusam Felipe de infração de medidas sanitárias, desobediência e de desacato.

Em um vídeo divulgado nas redes sociais é possível ver o professor discutindo com a equipe da GCM e, logo em seguida, sendo segurado por quatro agentes. À polícia, Felipe explicou que estava dando um treino individual de futebol e que não utilizava máscara porque estava praticando atividade física.

De acordo com o professor, ele teria pedido cerca de 20 minutos para encerrar a aula, mas não teve autorização, sendo surpreendido por um ‘mata-leão’.

Em nota ao Uol, a GCM informou que o episódio está sendo analisado e que um processo administrativo será instaurado para apurar o comportamento dos agentes envolvidos no caso.