Mundo

Vídeo: Empresa de segurança tcheca dá treino gratuito de tiro para ucranianos

Crédito: Reprodução/AP

Uma empresa de segurança da República Tcheca está oferecendo treinamento gratuito com armas de fogo e habilidades de combate para civis ucranianos em seu campo de tiro em Brno.

Dos quatro primeiros tiros que Olha Dembitska disparou do fuzil de assalto AK-47, um atingiu o alvo. Era a primeira vez que ela usava a arma.

Desta vez, era um alvo em forma de parte superior de um corpo humano, da próxima pode ser de verdade, e o alvo pode ser o corpo de uma das tropas russas que invadiram sua terra natal.

Dembitska é um dos pelo menos 130 homens e mulheres ucranianos que até agora passaram por treinamento gratuito para ucranianos que vivem na República Tcheca que querem aprender a lutar.

“Eu gostaria de aprender isso, não há nada de errado nisso. Posso voltar para a Ucrânia, se necessário”, disse ela.

Quase nenhum dos participantes tinha experiência com armas antes da guerra.

Além do tiro, o curso oferece noções básicas de manuseio de armas de fogo, combate tático e primeiros socorros.

Michal Ratajský, proprietário da CS Solutions, empresa de segurança que oferece o programa de treinamento em sua base nos arredores de Brno, localizada a cerca de 200 quilômetros a sudeste de Praga, queria ajudar os ucranianos que fugiram do conflito.

“Tivemos essa ideia para contribuir com a luta dos ucranianos pela liberdade e para ajudar em seus esforços para decidir sobre sua independência”, disse Ratajsky.

Uma campanha de crowdfunding ajudou a garantir dinheiro suficiente para a munição, enquanto sua empresa fornece o resto, incluindo instrutores experientes, armas e campo de tiro.

Alguns dos participantes voltaram para repetir o treinamento, alguns chegaram até de Viena, na vizinha Áustria, e alguns fizeram o curso no caminho de volta para a Ucrânia de outras partes da Europa Ocidental, disse Ratajský.

Ele disse que cerca de 80% das perdas das tropas na guerra como a da Ucrânia são causadas pela artilharia e mísseis, um senso de preservação e conhecimento de primeiros socorros pode ser mais útil para a sobrevivência do que atirar.