Geral

Vídeo: 5 vezes em que consumidores tiveram ‘dia de fúria’ e quebraram tudo

Crédito: Reprodução

Na noite de segunda-feira (01), passageiros registraram uma confusão no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos (SP), em que um casal arrebentou o guichê da Gol por conta da demora da empresa em resolver a situação do voo deles, especialmente por eles estarem com o filho de cinco meses no colo. Confira outros momentos em que consumidores perderam a cabeça e quebraram tudo:

Extintor como arma

Neste vídeo, uma mulher teve um ataque de fúria em um shopping na Zona Leste de São Paulo e quebrou a loja de eletrônicos com um extintor de incêndio. Sem conseguir impedi-la, os funcionários do local desistem e chamam a segurança que conseguem detê-la com certa dificuldade.

O mais curioso desta situação é que esta não é a primeira vez que ela causa tumulto no mesmo local. Em novembro de 2020, a mulher armou uma confusão no estacionamento do shopping.

Motoboy alcoolizado

Nesta situação, o caso aconteceu ao contrário. Um motoboy surtou e destruiu o restaurante japonês de Barueri, em São Paulo, após uma cliente reclamar da entrega e afirmar que o entregador foi mal educado e que estava bêbado. O dono do restaurante pediu para o motoboy retornar e, ao vê-lo transtornado e alcoolizado, a confusão no local se instalou.

Revolta com atraso na obra

Ocorrido em 2013, este caso mostra a fúria de um consumidor dentro de uma loja de material de construção. Segundo o rapaz do vídeo, após ter sido mal atendido, a Dicico não cumpriu o prazo de entrega depois de uma série de promessas. Com a obra em atraso e completamente revoltado, o cliente retornou ao local e registrou o momento em que saiu destruindo as peças da loja. Confira:

Quebradeira na Apple

Em outro caso de ‘fúria total’, um francês entrou em uma Apple Store em Dijon, na França, com uma bola de metal e começou a quebrar todos os iPhones que viu pela frente. “Eles violam o direito do consumidor europeu todos os dias. Eu pedi o meu dinheiro de volta e eles recusaram devolver. É isso que eles ganham”, disse o rapaz durante o vídeo. O prejuízo foi estimado em milhares de euros. Assista:

Reembolso negado

Neste último, um britânico de 42 anos foi preso em Manchester, na Inglaterra, ao destruir uma loja da empresa de telefonia móvel T-Mobile. No vídeo, é possível ver o homem arrancar os aparelhos eletrônicos pendurados nos expositores, derrubar móveis e, até mesmo, usar o extintor de incêndio para dar um toque especial ao local. A fúria começou quando a loja recusou o pedido de reembolso ao consumidor que, imediatamente, começou a quebrar tudo pela frente. Confira:


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua