Mundo

Venezuela consegue vaga no Conselho de Direitos Humanos da ONU 

Venezuela consegue vaga no Conselho de Direitos Humanos da ONU 

(Arquivo) O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro - AFP

A Venezuela ganhou nesta quinta-feira uma vaga no Conselho de Direitos Humanos da ONU para o período 2020-2022, apesar das críticas de ONGs e países latino-americanos, em uma eleição organizada pela Assembleia Geral das Nações Unidas.

Caracas obteve 105 votos, em uma votação marcada por aplausos quando o resultado foi anunciado.

Dois assentos estavam disponíveis para a América Latina. O Brasil conquistou o segundo lugar com 153 votos. A Costa Rica, que tentou bloquear a Venezuela, obteve apenas 96 acessos.

O procurador-geral venezuelano Tarek William Saaba classificou como “êxito importante” sua entrada no Conselho de Direitos Humanos da ONU.

“Viemos para informar e celebrar uma nova vitória da diplomacia boliviana da paz”, declarou, por sua ve, o ministro das Relações Exteriores Jorge Arreaza.

Veja também

+ Toyota Corolla Cross é SUV do Corolla para brigar com Jeep Compass e cia; confira imagens oficias
+ Robert De Niro reduz limite do cartão da ex-mulher e diz que coronavírus implodiu suas finanças
+ MasterChef estreia sem "supercampeão" e cheio de mudanças
+ Gafanhotos: cidade na Bahia enfrenta invasão de insetos
+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior