Economia

Vendas no varejo paulista caem 30% durante fase emergencial do Plano São Paulo


As vendas no varejo paulista tiveram queda de 30% durante a fase emergencial do Plano São Paulo, entre 15 de março e 11 de abril, segundo dados da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo (FCDLESP). A adoção de medidas mais restritivas em todo o Estado, para conter o avanço da covid-19, afetou principalmente o comércio de rua, informa a federação em nota.

De acordo com a pesquisa, cerca de nove em cada dez comerciantes enxergam o serviço de retirada do pedido no estabelecimento e o retorno do auxílio emergencial como alívios parciais.

“A fase emergencial trará impactos significativos para o balanço trimestral. Em tempos de total fechamento, é preciso manter a opção de retirada. Isso estimula o consumidor”, diz em nota o presidente da FCDLESP, Mauricio Stainoff.

Veja também

+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS