Esportes

Vela brasileira ganha duas medalhas de ouro na etapa de Gênova da Copa do Mundo

A vela brasileira conquistou duas medalhas de ouro na etapa de Gênova da Copa do Mundo. Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan já tinham garantido o título de véspera na classe 470 feminina e encerraram a campanha com um terceiro lugar na regata final. Neste domingo, Jorge Zarif venceu o duelo particular contra o espanhol Alex Muscat na prova decisiva e foi campeão da Finn.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

O Brasil subiu no pódio nas três etapas na temporada 2018/2019 da Copa do Mundo: Enoshima (Japão), Miami (Estados Unidos) e Gênova (Itália). No total, são quatro medalhas de ouro, uma de prata e uma de bronze.

“Foi uma semana de pouco vento. Testamos vários ajustes diferentes no mastro, no barco, nas velas. Foi um treino muito bom para o Campeonato Europeu, daqui a duas semanas, em Atenas, que será mais uma chance de classificar o país para os Jogos Olímpicos”, afirmou Zarif em entrevista ainda na água.

Campeão mundial da Finn em 2013 e atual campeão mundial da classe Star, Zarif entrou na regata da medalha em segundo lugar, mas apenas dois pontos atrás de Alex Muscat. O espanhol cometeu um erro e Zarif terminou em sexto lugar, garantindo o título. O brasileiro acabou com 30 pontos perdidos contra 34 do adversário.

“Foi uma diferença pequena. Não larguei tão bem, mas o ponto mais importante da regata foi na primeira boia. Eu tinha ficado um pouco para trás, mas o espanhol tentou forçar a passagem no meio dos barcos e sofreu duas penalidades por causa disso. A partir daí, passei a controlar ele e manter a vantagem”, explicou Zarif.

Na 470 feminina, a medalhista olímpica Fernanda Oliveira pôde velejar tranquila neste domingo ao lado da parceira Ana Luiza Barbachan. A dupla já tinha garantido o ouro na fase de classificação. As brasileiras terminaram a regata final em terceiro lugar, encerrando a campanha com 14 pontos perdidos, contra 45 das chinesas Mengxi Wei e Hayian Gao, que ficaram com a prata.

“Para nós, foi uma semana incrível. Conseguimos velejar bem, mesmo em condições difíceis. Estamos muito felizes com o resultado”, disse Fernanda, em entrevista ainda no barco.

Esta foi a primeira vez que Gênova recebeu uma etapa da Copa do Mundo, com 676 velejadores inscritos, de 58 países. Foi a terceira etapa da Copa do Mundo 2018/2019.

Veja também

+ Por decisão judicial, Ciro Gomes tem imóvel penhorado em processo com Collor

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Fotos de biquíni de Thaynara OG fazem sucesso e influenciadora revela: “Me sentia reprimida”

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea