Mundo

Vaticano doa 700 mil máscaras para a China


CIDADE DO VATICANO, 03 FEV (ANSA) – O Vaticano enviou cerca de 700 mil máscaras de proteção à China, epicentro de uma epidemia de coronavírus que já contaminou 17,5 mil pessoas e matou pelo menos 362.   

A notícia é do Global Times, tabloide do Partido Comunista Chinês, que diz que a iniciativa foi apoiada pelo esmoleiro do papa Francisco, cardeal Konrad Krajewski, pela Farmácia Vaticana e pelas comunidades de chineses cristãos na Itália.   

As máscaras foram obtidas por meio de doações e transportadas à China gratuitamente por companhias aéreas. Os itens são destinados às províncias de Hubei, onde a epidemia do novo coronavírus (2019-nCoV) teve início, Zhejiang e Fujian.   

“Espero que as máscaras possam chegar o mais rapidamente possível aos lugares onde são necessárias, de modo que os pacientes possam sentir a preocupação da Santa Sé”, disse o vice-reitor do Pontifício Colégio Urbaniano, Vincenzo monsenhor Han Duo. (ANSA)


+ Homem que vivia ‘casado’ com a própria filha é preso após polícia investigar agressão contra criança
+ Família de Schumacher coloca mansão à venda por R$ 400 milhões
+ Pão de Queijo: faça uma das receitas mais gostosas do Brasil



Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS