Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Parecia um jogo ruim, como dos primeiros do Vasco nesta Série B do Campeonato Brasileiro. E realmente era. Mas na reta final, o time fez 3 a 0, venceu Operário em São Januário e ficou a um ponto do Cruzeiro, líder da Série B. Quintero, Nene e Palacios fizeram os gols.

ESTAVA MELHOR ANTES
Antes de a bola rolar, o Vasco mostrou lado na luta por igualdade. Faixas, fogos, mensagens e cores simbolizavam a luta contra a homofobia e transfobia. Mas foi a bola rolar que a beleza se foi. O primeiro tempo teve poucas jogadas de emoção. Aos 16 minutos, após escanteio da esquerda, Thales escorou, mas Paulo Sérgio não alcançou para completar. Aos 30, Reniê chutou de longe, mas Thiago Rodrigues defendeu. Com 37 minutos, Anderson Conceição e Thales se chocaram de cabeça, exigindo atendimento médico.

VAIAS ENSAIADAS
O segundo tempo começou com o Fantasma melhor. Com três minutos, após jogada pela esquerda, Paulo Sérgio recebeu na entrada da área, mas o chute foi no travessão. A resposta vascaína foi aos seis, quando Gabriel Pec chutou cruzado pela direita, mas ninguém chegou para conferir.

RESOLVEU NO FIM
Até que o Vasco resolveu alugar o campo de ataque. Após um primeiro susto ao goleiro Simão, com 33 minutos, aos 37, foi Quintero quem fez, de cabeça, após cruzamento de Nene. Aos 43, o camsia 10, num pênalti após revisão do VAR, ampliar. E Palacios, numa cobrança de falta fantástica aos 50, decretou a vitória do Vasco, cada vez mais embalado na Série B.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

FICHA TÉCNICA
VASCO 3 X 0 OPERÁRIO

Data e hora: 24/6/2022, às 19h
Local: Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP)
Assistentes: Evandro de Melo Lima (SP) e Luiz Alberto Andrini Nogueira (SP)
VAR: Vinicius Furlan (SP)
Público pagante: 20.269 pessoas
Público presente: 21.739 pessoas
Renda: R$ 579.022,00

Cartões Amarelos: Yuri Lara (VAS); Thales e Willian Machado (OPE)
Cartões Vermelhos:

Gols: Quintero, Nene e Palacios

VASCO: Thiago Rodrigues, Weverton, Quintero, Anderson Conceição e Edimar; Yuri Lara, Andrey (Juninho, 30’/2ºT) e Nene; Figueiredo, Getúlio (Palacios, 11’/2ºT) e Gabriel Pec (Raniel, 30’/2ºT) – Técnico: Maurício Souza.

OPERÁRIO: Simão, Thales (Ronald, 1’/2ºT), Reniê e Willian Machado; Arnaldo, Ricardinho, Tomas Bastos (Reina, 28’/2ºT), Giovanni Pavani e Fabiano; Paulo Sérgio e Silvinho – Técnico: Claudinei Oliveira.