Esportes

Vardy faz 3 gols e comanda goleada histórica do Leicester sobre o Manchester City

Não é fácil ganhar do Manchester City no Etihad Stadium. Com placar elástico então, pouco provável. Pois o Leicester resolveu contrariar a lógica e massacrou o time de Pep Guardiola, fora de casa. Comandado por um inspirado Vardy, goleou por 5 a 2 e confirmou seu início arrasador de temporada no Campeonato Inglês.

Foi a terceira vitória seguida do time do técnico Brendan Rogers, líder e que manteve os 100% de aproveitamento. Algo inédito em sua história. Jamais o Leicester havia iniciado uma edição da competição desta maneira.

Da mesma maneira que jamais Pep Guardiola havia visto o City sofrer tantos gols num único jogo em mais de 600 partidas no comando do City. Suas caras e bocas retrataram bem como se sentiu após o surpreendente resultado. O treinador espanhol colocou as mãos no rosto, coçou a cabeça, se debruçou no banco de reservas…

Além do show particular de Vardy, Maddison e Tielemans completaram a goleada histórica. Mahrez e Aké fizeram para o City.

O baile dos visitantes começou aos 37 minutos da etapa inicial, quando os donos da casa venciam por 1 a 0 – gol de Mahrez. Pênalti sofrido e bem batido por Vardy e 1 a 1 no placar. O atacante decretaria a virada num intervalo de quatro minutos na fase final. Aos nove, ele fez 2 a 1 e ampliou aos 13, em nova penalidade bem batida.

Maddison fez o quarto quando restavam 13 minutos para o final, em um lindo arremate no ângulo de Éderson. O camisa 10 aproveitou o placar histórico para prestar homenagem ao médico do clube, Stuart Birtwistle, falecido recentemente após longa batalha contra o câncer. O jogador exibiu uma camisa com a imagem do médico.

Aké ainda diminuiu para 4 a 2, mas as esperanças de uma reação ruíram pouco tempo depois, com Tielemans cobrando o terceiro pênalti do duelo: 5 a 2 e festa grená em Manchester.

EMPATE POLÊMICO – O Tottenham, de José Mourinho, viu os três pontos escaparem diante do Newcastle com um pênalti no último minuto. Graças a um gol do brasileiro Lucas Moura, marcado aos 25 minutos, o time londrino vencia até o lance polêmico definir o 1 a 1.

Uma bola desviada na mão do defensor e a interferência do VAR acabaram em muita discussão. O pênalti acabou marcado, para bronca de Mourinho, que foi aos vestiários antes da cobrança, irritado. Wilson empatou aos 51 minutos e o jogo acabou.

Mesmo beneficiado, o técnico do Newcastle, Steve Bruce, disse que essa lei de mão na bola deve mudar. “Não dá para aceitar isso e entendo a bronca do Tottenham.”

No outro jogo já encerrado neste domingo da terceira rodada do Campeonato Inglês, o Leeds United, do técnico argentino Marcelo Bielsa, derrotou o Sheffield United por 1 a 0, fora de casa.

Veja também

+ A incrível história do judeu que trabalhou para os nazistas na Grécia

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Santo Stefano: Esta vila italiana te paga R$ 52 mil para se mudar

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar