Geral

Vaquinha arrecada mais de R$ 160 mil para garoto que tentou comprar casa para mãe

Crédito: Reprodução/ Razões para Acreditar

Uma vaquinha online arrecadou mais de R$ 160 mil para o garoto de Maringá (PR) que tentou comprar uma casa para a família dele com parcelas mensais de R$ 50. A história de João Bernardo viralizou nas redes sociais após a mãe dele, Daiana Campiolo, compartilhar a tentativa do garoto de negociar pelo celular a compra de uma casa de R$ 110 mil em Sergipe.

De acordo com a voluntária Jéssica Souza, que criou a vaquinha, a meta para ajudar a família a comprar a casa própria foi atingida em menos de 24 horas. “Em um primeiro momento, parece uma história curiosa, engraçada, de uma criança tentando comprar uma casa de uma forma ingênua, mas quando vimos as preocupações por trás disso, resolvemos ajudar”, contou ao G1.

Conforme Daiana, a “ficha ainda não caiu”. “Meus filhos já estão pensando na casa, em como nossa vida pode mudar, mas eu não consigo nem acreditar”, afirmou ao G1.

Relembre o caso

Na conversa, compartilhada pela mãe do menino nas redes sociais, João Bernardo oferece pagar o imóvel de R$ 110 mil com parcelas de R$ 50.

“Queria comprar a casa, mas não tenho tanto dinheiro. Então pensei: e se eu te desse R$ 50 por mês até juntar R$ 110 mil? É que gostaria de morar eu, minha mãe e meu irmão porque que a nossa casa é muito pequena”, escreveu o garoto nas mensagens. Ele ainda explica que tem um cachorro e que a rua é muito movimentada.

O vendedor no anúncio nega a oferta de pagamento. Apesar da negativa, o garoto se mostra compreensível e pede desculpa pelo incômodo. “Está bem. Acho que não vai dar mesmo para eu ir, porque a casa é em Sergipe e eu moro em Maringá”.

https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1237614226605157&id=100010697747775

Ainda conforme Daiane, o filho passou a se preocupar com o aluguel da casa após a morte do pai, em maio de 2019.

“Há tempos o meu filho tem essa preocupação comigo porque o pai dele faleceu. Ficou com esse negócio de querer se preocupar se vou conseguir pagar o aluguel, mas não sou muito de ficar reclamando, mas mesmo assim se sente como um protetor de mim”, comentou a mãe em entrevista ao UOL.

Daiana conta que após saber da conversa, ela pediu desculpas ao vendedor e explicou que o filho tinha enviado as mensagens. João passa por tratamento psicológico desde a morte do pai.

Veja também

+ A incrível história do judeu que trabalhou para os nazistas na Grécia

+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela

+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel

+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar