Esportes

‘Vamos trabalhar duro para melhorar’, diz Holan, após goleada sofrida no clássico


O treinador Ariel Holan, que passou a comandar o Santos e fez sua estreia neste sábado, deu entrevista após a derrota para o São Paulo. A partida, pela segunda rodada do Campeonato Paulista, terminou com placar de 4 a 0 e causou preocupações sobre o próximo desafio da equipe. O Santos enfrentará o Deportivo Lara pela segunda fase da pré-Libertadores na terça-feira, o que não dará ao argentino Ariel muito tempo para os necessários ajustes.

O treinador afirmou, sobre o duelo deste sábado, que a partida “estava muito difícil para as duas equipes. O argentino avaliou que, ao receber o primeiro gol nos minutos iniciais da segunda etapa, houve dificuldade na recuperação do Santos. “Aos 3 minutos, em uma jogada de escanteio, o São Paulo abriu o marcador e esse foi um golpe muito cedo, que nos custou para nos recuperarmos”, afirmou Ariel. Ainda, compreendeu que foi difícil para o Santos encontrar a maneira de jogar no segundo tempo.

Ao avaliar a estreia, o treinador respondeu, após um longo suspiro, que o resultado “obviamente, não era o que havíamos desejado ou sonhado” e pontuou que diversas condições contribuíram para isso, considerando que foi “um primeiro jogo, com um primeiro treinamento, após uma semana de férias, que eram necessárias”. Holan afirmou ainda que foram realizados três, quatro treinos apenas e voltou a dizer que o São Paulo soube “aproveitar bem as oportunidades que teve para chegar a esse triunfo”.

Sobre o assunto, ele assegurou: “É um começo que não é desejável, obviamente nos dói perder assim, mas vamos trabalhar duro para melhorar.”

Sobre a escalação para a partida de terça-feira, o treinador deixou claro que ainda não era possível afirmar quais jogadores estariam em condições para jogar e que isso seria a prioridade.


+ Homem que vivia ‘casado’ com a própria filha é preso após polícia investigar agressão contra criança
+ Família de Schumacher coloca mansão à venda por R$ 400 milhões
+ Pão de Queijo: faça uma das receitas mais gostosas do Brasil



“Primeiramente, vamos neste domingo fazer uma avaliação de como estão todos os jogadores e, para além do rendimento individual, creio que alguma mudança vamos fazer, porque são poucas horas de recuperação e jogamos praticamente na água hoje; Foi uma partida que teve custo físico”, afirmou o treinador. E prosseguiu dizendo que “vão jogar os que estiverem fisicamente melhores”.

Sobre o atacante Marinho, Holan esclareceu que a atuação no jogo de terça-feira ainda dependia de exames de covid-19 e que esperava a avaliação do corpo médico para saber se será possível contar com o jogador. Ainda, destacou a lesão no joelho do atleta e diz que aguarda as informações para saber se “poderá jogar na terça ou se ficará para outro fim de semana”, segundo ele.

Em relação a usar o jogador Jean Mota como “um falso 9”, o técnico disse ser possível, que ainda é necessário verificar como cada jogador estará fisicamente para que se tome decisões. “Depois, veremos quais são as alternativas que teremos para armar a equipe para terça-feira”, ele garantiu. Ainda sobre o elenco, ele discorreu sobre a possibilidade de realizar um revezamento de goleiros, pois serão diversas partidas em um curto período, mas que isso será visto “partida a partida”.

O treinador ainda afirmou que existem alguns ajustes necessários, como a bola aérea defensiva. Ariel Holan afirmou que: “Bom, a verdade é que essa situação de jogo em particular requer que tenha, em alguns casos, a altura e, em outros casos, boa atitude defensiva. Ambas as coisas, atitude defensiva podemos trabalhar e altura veremos como é algo que podemos corrigir”.

Sobre a equipe que enfrentará na terça-feira, o Deportivo Lara, o treinador afirmou que ainda não foram realizadas análises porque a prioridade era a partida de hoje, “um compromisso muito importante”. Afirmou ainda que o adversário “é uma equipe que mudou de jogadores do ano passado para este ano, é uma equipe nova e veremos como se arma”. O técnico voltou a afirmar que a partida de hoje havia sido “muito dura” devido às condições adversas do campo e que a próxima seria em “praticamente 72 horas”.

A prioridade, para Ariel Holan, é “voltar a jogar e temos que ser muito inteligentes para que a equipe esteja dinâmica, rápida e ver com quem contamos”. Ainda, destacou que é fundamental acompanhar a recuperação dos atletas para a próxima partida, sem deixar de enfatizar, contudo, que “respeitamos todos os rivais”.

A principal preocupação agora, após a partida, é entender qual será o efeito do desempenho apresentado hoje, para o jogo da pré-Libertadores. A esse respeito, Holan disse que “teremos que trabalhar muito, estamos seguros e convencidos que trabalhando muito, vamos melhorar, e vamos fazer partidas de acordo com o que o Santos precisa nos torneios”.

Acerca do impacto negativo no próximo jogo da derrota deste sábado, o treinador pareceu tranquilo ao afirmar que “o futebol sempre tem novas oportunidades, é preciso virar a página. É uma partida totalmente diferente, um jogo para jogar como nós pretendemos e fazer uma boa partida de Copa”.

Veja também

+ Receita de bolinho de costela com cachaça
+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS