ISTOÉ Gente

Valentina Sampaio elogia revolução na moda e diz querer mais: ‘Abraçar diversidade’

Crédito: Reprodução Instagram

Valentina Sampaio (Crédito: Reprodução Instagram)


Ela se considera reservada e prefere a casa dos pais durante as férias. Isso mesmo, Valentina Sampaio, a primeiro modelo trans a fazer parte de campanhas da Victori’s Secret, gosta de voltar às raízes em seu tempo livre.

“Não tenho vontade de viajar, quando tiro férias. Meu lugar favorito é a casa dos meus pais. Gosto de ficar perto dos amigos, da família, de lembrar da minha infância, das minhas raízes”, revela em entrevista ao jornal O Globo.

Natural de Aquiraz, no Ceará, a modelo tem uma vida agitada e com espaços curtos como é costumeiramente a rotina da moda. Valentina é representada por agências em Milão, Paris, Nova York, Londres e São Paulo. Entretanto, a cearense, de 23 anos, que conquistou praticamente o mundo das passarelas, prefere ser reservada quando o assunto é seu relacionamento com o namorado italiano e sua família.

“Não gosto de expor a minha vida pessoal. Pode ver que a minha família não aparece no meu feed”, conta Valentina.

Com 416 mil seguidores, a jovem conta que já sofreu algumas decepções amorosas por conta da dificuldade de viver uma relação estável por ser uma pessoa trans.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



“Nunca fui muito de sair. Nas poucas vezes em que isso aconteceu, o cara chegava, paquerava, mas quando percebia que eu era trans, se afastava. Depois, por trás, escondido, procurava novamente. Sempre pensei que não merecia ser tratada dessa maneira. O homem, para estar comigo, precisa ser seguro da sua masculinidade”, frisa.

Representatividade

Valentina entende que seu exemplo serviu como um marco de mudança nos padrões da moda e fez com que modelos plus size, asiáticas e negras também ganhassem mais espaço.

“Não queremos que as coisas acabem. Almejamos espaço para todo o mundo, seja na Victoria’s Secret, na Prada ou em qualquer outra plataforma. Quero muito ver mais marcas dispostas a abraçar a diversidade.”

Outro estereótipo de beleza que a modelo faz questão de quebrar é a cultura do alisamento, uma desconstrução que iniciou em 2018 para ela e segue desde então.

“Foi uma situação bem difícil. Aprendemos que esse é o padrão de beleza. Demorou bastante tempo até tirar toda a química do meu cabelo”, conta.

“As pessoas, às vezes, imaginam que somos perfeitas. Sou como qualquer outra. Gosto dessa coisa de ser mais natural, desprendida, sem isso de estar sempre maquiada e pronta. Aprecio esse estilo de vida pé no chão”, explica.

Futuro

Quando o assunto são seus planos para o futuro, Valentina acredita que sua vida estará bem longe dos grandes centros urbanos da moda.

“Quero envelhecer junto à minha família, rodeada por natureza e bichos. Um lugar como uma fazenda onde possa cuidar dos animais e ter meus filhos. Um ambiente sossegado e rodeado de amor”, planeja.

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS