Esportes

Valencia derrota o Barcelona por 2 a 1 e conquista a Copa do Rei

O Valencia conquistou neste sábado sua oitava Copa do Rei no ano de seu centenário, vencendo por 2 a 1 o Barcelona, que perdeu a chance de faturar a dobradinha Liga-Copa, após sua dolorosa eliminação na Liga dos Campeões.

O francês Kevin Gameiro aproveitou um passe de José Luis Gayá para abrir o placar aos 22 minutos do primeiro tempo e Rodrigo Moreno ampliou aos 33. Lionel Messi diminuiu no segundo tempo (73), mas não conseguiu evitar que o troféu fosse para as mãos do Valencia, onze anos depois de levantá-la pela última vez.

O Valencia surpreendeu um Barcelona que buscava sua quinta Copa consecutiva, um recorde que ninguém conseguiu até agora nos 117 anos de história da competição.

O time catalão começou dominando no estádio Benito Villamarín diante de um Valencia que esperava recuado para sair em velocidade no contra-ataque.

O Valencia abriu o placar quando José Luis Gayá cruzou dentro da área, Gameiro dominou, ajeitou e disparou para o fundo das redes do Barça (22).

O gol marcou uma mudança de tendência na partida, com a equipe azul-graná errando mais, enquanto que o Valencia se soltou e se adiantou.

Outra jogada em velocidade veio por meio de Carlos Soler que cruzou da ponta direita para a segunda trave, onde Rodrigo Moreno cabeceou para fazer 2 a 0 (33).

Após o intervalo o técnico Ernesto Valverde colocou mais força e velocidade em campo com as entradas de Arturo Vidal e Malcom substituindo Arthur e Nelson Semedo e a equipe catalã começou a fazer mais pressão sobre a saída de bola do Valencia.

Uma penetração de Messi na área pela direita acabou com um chute cruzado que acabou com a bola batendo na trave (56).

O Valencia começou a sofrer diante da pressão do Barcelona até que Messi aproveitou um rebote do goleiro Jaume Doménech após uma cabeçada de Clement Lenglet para diminuir para 2 a 1 (73).

O gol motivou ainda mais o Barça e o Valencia passou os últimos 20 minutos aguentando o bombardeio azul-graná.

Nos acréscimos, os valencianos poderiam ter deixado a torcida mais tranquila mas o drama continuou. Em um contra-ataque, Gonçalo Guedes arrancou sozinho, entrou na área sozinho ficando cara a cara com Cillessen e chutou para fora.

Após o apito final, os jogadores e a torcida puderam enfim comemorar o fim de um jejum que já durava uma década.

Emocionado, o meio-campo e capitão da equipe, Dani Parejo, falou sobre a conquista à rede estatal espanhola TVE: “Estou muito feliz, por mim, por minha família, é incrível. Já são oito anos que estou aqui no clube e tive muitos maus momentos. Eu acho que um clube como o Valencia merece mais alegrias como estas. Eu não tenho palavras. Tenho que agradecer a torcida, meus parceiros, nós fizemos história em uma temporada que significava muito para nós, o ano de nosso centenário”.

gr/psr/aam

Tópicos

Copa Espanha fbl rei