Val Marchiori, de 49 anos, denunciou o empresário Thiago Castilho, 40, por violência doméstica, após o fim do casamento em março deste ano. Ao “Domingo Espetacular”, a socialite detalhou o comportamento agressivo do ex, que teria começado há dois anos.

+ Val Marchiori pede medida protetiva conta ex-marido por violência doméstica

“Já não consegui dormir direito, tinha medo, ele ficou agressivo, gritava comigo na frente dos outros, tinha ciúme do meu filho. Nos colocava em risco, alterado no carro a 200 km/h, dizendo que não tinha nada a perder”, relatou.

A decisão de colocar fim no relacionamento foi tomada por Val durante uma viagem pela cidade de Monte Verde, interior de Minas Gerais, em junho do ano passado, quando ele teria tentado agredi-la com uma garrafa de vidro. “Ali, realmente vi que poderia ter morrido. Ele pegou uma garrafa de whisky e poderia ter acertado na minha cabeça, eu desviei e corri para tentar sair dali. Está no boletim de ocorrência. Falei: ‘Meu Deus, estou vivendo com um louco. Não mereço isso'”, contou.

Segundo ela, viveu situações de pânico e terror psicológico, com ameaça velada. “Ele tinha um ciúme dos meus filhos, não podia sair com os meus filhos. Afastava meus amigos de mim e não percebia”, listou.

No processo, Val também o acusa de ter desviado R$ 32 mil de sua conta bancária: “Falsificou uma assinatura para ter acesso a um valor que não dela, e isso está no processo. Tirou um carro daqui [da casa dela], que não era dele, era do meu gerente”.

À reportagem, Thiago se defendeu. Segundo ele, as acusações feitas pela ex não são verdadeiras.