Esportes

Uso de rede social é destaque em disputa pela presidência do São Paulo


Candidatos à presidência do São Paulo, Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, e José Eduardo Mesquita Pimenta, ambos com 78 anos, decidiram usar na campanha uma ferramenta muito comum entre os jovens: o Twitter, rede social que permite textos até 140 caracteres e que é famosa pelo dinamismo e por contar histórias em tempo real.

A eleição em abril é restrita ao voto de 240 conselheiros, mas eles entenderam que poderiam ampliar a comunicação com os torcedores com o uso das redes sociais e estão aprendendo o jeito de postar informações, fotos e até vídeos pessoais. O foco é se eleger para mandato de quase três anos no clube.

O perfil @LecoPresidente já tem quase 10 mil seguidores. A quantidade se deve também ao fato de que o dirigente aproveitou o espaço para apresentar renovação de contrato de jogadores, como Cueva, Luiz Araújo, Bruno, Lucas Fernandes e Thiago Mendes, o que desperta interesse do torcedor do clube.

A primeira publicação foi em 22 de fevereiro e desde então o dirigente tenta se acostumar com as mídias sociais. “Eu fiz o Twitter para me aproximar do torcedor são-paulino. A velocidade com que as coisas acontecem me impressiona, mas estou pegando o jeito. Já até gravei vídeos. Estou gostando muito da experiência”, disse Leco.

Claro que o dirigente conta com ajuda de sua equipe para publicar fotos e marcar pessoas, mas ele tenta impor seu estilo na conta. Entre as postagens estão apresentações de vídeos da campanha e depoimentos de apoiadores. Mas são nas mensagens de teor mais pessoal que seus seguidores mostram mais interação.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



A campanha adversária criou o perfil @volta_pimenta no Twitter e conta com quase 500 seguidores. Existe também uma conta no Facebook. A primeira postagem foi no dia 7 de março e as publicações são principalmente voltadas para mostrar os eixos da campanha do candidato para a eleição presidencial do São Paulo.

“Vamos usar com muita força as redes sociais nessa campanha. É a forma que temos de chegar mais perto para ouvir cada são-paulino – no Twitter, Facebook e pelo WhatsApp. O que tem chegado pra nós todos os dias como colaboração e incentivo é realmente muito rico. Esperamos que a campanha seja limpa e honesta, para que os conselheiros possam eleger o melhor projeto para o São Paulo”, afirmou Pimenta.

Ele aproveita para reforçar sua gestão entre 1990 e 1994, quando o clube teve um período vitorioso com o bicampeonato do Mundial de Clubes e da Copa Libertadores. “Pimenta pegou o SPFC quebrado em 1990. Em 4 anos arrumou a casa e conquistou 23 títulos. Quer mais?”, disse uma das postagens que fez em sua conta no Twitter.

Veja também

+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS