Esportes

Uruguai teve “atitude e mentalidade” para vencer o Chile, diz Cavani

O Uruguai teve a “atitude” e a “mentalidade” para vencer nesta segunda-feira o Chile por 1 a 0 e avançar para as quartas de final da Copa América como primeiro do Grupo C, disse o autor do gol da vitória, o atacante Edinson Cavani.

O ‘Matador’ marcou de cabeça o gol da vitória para a Celeste que nas quartas de final vai enfrentar o Peru. O Chile ficou em segundo e vai encarar a temida Colômbia.

“Em alguns momentos jogamos bem, em outros menos, sempre com a atitude e a mentalidade (necessária) conseguimos vencer a partida”, disse o atacante do Paris Saint-Germain.

Segundo ele, o Uruguai precisava ganhar porque queria “avançar em primeiro sem saber o que vinha depois, para deixar uma boa impressão na fase de grupos e seguir com esta atitude”, acrescentou o goleador que cabeceou para o fundo das redes chilenas a oito minutos do final da partida disputada no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Cavani negou que o gol seja mais especial do que qualquer outro com sua seleção, apesar das más lembranças que tem do jogo da Copa América do Chile-2015 quando foi expulso por reagir a uma agressão do chileno Gonzalo Jara.

“Todos os gols significam o mesmo, fazer um gol com esta camisa é o que há de mais lindo que pode nos acontecer (…) não levo nada para o lado da revanche. O futebol é assim. As partidas passam e acontecem outras depois”, afirmou.

Já o capitão uruguaio, Diego Godín, garantiu que a vitória “é importante para a confiança, para elevar a moral depois do jogo contra o Japão”, que terminou com um empate em 2 a 2.

O zagueiro garantiu que é “bom avançar em primeiro do grupo”, mas negou que isso torne fácil as quartas de final para o Uruguai.

“Todos os adversários são difíceis, nós Uruguai não temos adversários fáceis”, concluiu o capitão da Celeste que vai jogar no sábado contra o Peru por uma vaga nas semifinais da Copa América e seguir lutando para conquistar seu título de número 16 na história do torneio.

— Jogos das quartas de final da Copa América 2019 (horário de Brasília)

– Quinta-feira (em Porto Alegre):

Brasil – Paraguai (21h30)

– Sexta-feira (no Rio de Janeiro):

Argentina – Venezuela (16H00)

– Sexta-feira (em São Paulo):

Chile – Colômbia (20H00)

– Sábado (em Salvador)

Uruguai – Peru (16H00)

gfe/mcd/ma/aam