Geral

Urso percorre mais de 150 km para roubar biscoitos em cidade da Itália

Urso percorre mais de 150 km para roubar biscoitos em cidade da Itália

Urso percorre mais de 150 km para roubar biscoitos em cidade da Itália (Fotos: iStock)

Juan Carrit, como é chamado pelos moradores de Roccaraso, na Itália, está longe de ser um urso-pardo comum. Visto pela primeira vez na cidade em novembro do ano passado, o animal ficou famoso por invadir uma confeitaria local para roubar biscoitos e outras guloseimas.

+Vídeo: peixe vivo ataca palito de madeira em restaurante japonês
+Restaurantes de Veneza usam pistolas de água contra gaivotas que roubam comida
+ Paloma Bernardi posa de biquíni e arranca elogio de fãs: ‘Musa’


“Naquele dia eu tinha assado várias coisas, ele deve ter sentido o cheiro e empurrado a porta, que estava parcialmente aberta”, contou Marina Valentini, dona da confeitaria Dolci Momenti, em entrevista ao jornal The Guardian.

 

Embora não tenha causado problemas mais graves, o urso foi capturado e levado de helicóptero ao parque nacional Majella, a 40 quilômetros de distância de Roccaraso. Juan Carrito, porém, se mostrou um grande e persistente fã dos doces de Marina Valentini.

Alguns dias depois, o animal havia retornado à cidade e se alojou ao lado da confeitaria, onde passava os dias brincando na neve e tentando se aproximar de alguns cachorros.

Em março deste ano, Carrito foi novamente capturado. Antes de ser levado ao parque nacional Majella, no entanto, ele foi analisado por algumas semanas por especialistas, para entender o porquê de ele retornar a Roccaraso.

“Sabemos que existem outros ursos no parque para ele socializar e gostaríamos muito que ele ficasse por lá desta vez. Mas provavelmente ele vai escapar”, disse o biólogo Antonio Antonucci, que observou o urso, ao jornal The Times.

O biólogo acertou na mosca e Juan Carrito percorreu 150 km em três semanas para voltar a sua confeitaria preferida. Para Lucio Zazzara, diretor do parque nacional, a única explicação é que o urso prefere ficar na cidade.

Há alguns dias Juan Carrito foi novamente libertado no parque Majella – mas agora ele está sendo monitorado com um GPS.

(*) Da redação da Menu