Economia

Unifique pede registro de oferta pública de ações na CVM


A operadora de telecomunicações Unifique protocolou o pedido de registro de sua oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A oferta terá como coordenador líder a XP Investimentos, além da atuação do BTG Pactual e do Itaú BBA, do BTG Pactual e do Morgan Stanley.

Segundo o prospecto preliminar enviado à CVM, a Unifique registrou lucro líquido de R$ 50,449 milhões em 2020, alta de 37,89% ante o ano anterior. A companhia somou Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de R$ 139,153 milhões, avanço de 65,23% em relação a 2019.

A empresa afirma ser a operadora de telecomunicações com a melhor banda larga e telefonia fixa do Brasil, se consolidando como a maior provedora de fibra óptica no estado de Santa Catarina, segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). A companhia cobre mais de 1 milhão de residências e possui mais de 18 mil km de rede de fibra óptica.

A Unifique pretende utilizar os recursos captados para suportar seu crescimento orgânico, realização de aquisições estratégicas de outros players na região Sul do Brasil e expansão da equipe técnica, comercial e de pesquisa e desenvolvimento, além de outros investimentos.

+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago