Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

A Diretoria do Instituto de Biologia da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) determinou nesta segunda-feira (16) luto de três dias após a estudante Mayara Roquetto Valentim, de 23 anos, ser encontrada morta em São João da Boa Vista (SP), no domingo (15). As informações são do G1.


+ Asteroide maior que o Empire State Building se dirige para a Terra, diz a NASA
+ Gracyanne Barbosa impressiona ao abrir espacate na mesa
+ Brasil estuda produzir semicondutores, com aporte de R$ 10 bilhões
+ Rogério Andrade autorizou sexo da esposa com seguranças, diz comparsa
+ Vencedora de reality nos EUA é condenada à prisão perpétua por matar filha de 3 anos

A universidade informou por meio de nota que Mayara ingressou, em 2017, no curso de Ciências Biológicas. Ela havia encerrado o bacharelado no segundo semestre de 2021 e, atualmente, cursava licenciatura.

“Foi uma aluna extremamente participativa no curso e querida por colegas de sala e docentes. Mayara nos deixa com 23 anos e muita saudade. Aos familiares, amigos e colegas enlutados, nossos mais sinceros sentimentos.”

Corpo localizado

Na manhã do último domingo, a Polícia Militar encontrou o corpo de Mayara.

Segundo a Polícia Militar, Mayara havia saído de casa para fazer uma caminhada e não retornou. As autoridades também informaram que a vítima foi localizada com ferimentos de faca no braço, mão, tórax e cabeça.