Agronegócio

Unica: moagem cresce 10,83% e produção de etanol sobe 37,31%

Ribeirão Preto, 12 – As usinas e destilarias do Centro-Sul do Brasil processaram 43,306 milhões toneladas de cana-de-açúcar na segunda quinzena de agosto da safra 2018/2019. O volume é 10,83% maior que o total de 39,076 milhões de toneladas moído em igual período da safra passada, informou nesta quarta-feira, 12, a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

No acumulado da safra iniciada em 1º de abril, o processamento atingiu 391,767 milhões de toneladas, alta 2,33% sobre igual período da safra 2017/2018, quando foram processadas 382,850 milhões de toneladas de cana. Com 62,36% da oferta total de cana destinada ao etanol e apenas 37,64% ao açúcar, a fabricação do biocombustível somou 2,451 bilhões de litros na segunda quinzena de agosto, alta de 37,31% ante igual período da safra passada, de 1,785 bilhão de litros.

Na primeira quinzena deste mês foram produzidos 1,675 bilhão de litros de hidratado, aumento de 62,75% e 776 milhões de litros de anidro, alta de 2,67% na mesma base de comparação.

No acumulado da safra 2018/2019, 20,495 bilhões de litros de etanol foram produzidos, alta de 33,51% sobre igual período do ano passado. Do volume total de etanol fabricado até 1º de setembro, 14,145 bilhões de litros foram de hidratado, alta de 61,11%, e 6,351 bilhões de litros de anidro, recuo de 4,15% ante o mesmo período da safra passada.

A produção de açúcar foi de 2,371 milhões de toneladas quinzena final de agosto, baixa de 6,85% sobre igual período de 2017, e acumula 18,842 milhões de toneladas em cinco meses da safra, queda de 19,28% ante 2017/2018.

O teor de sacarose na cana, medido na quantidade de Açúcar Total Recuperável por tonelada processada (ATR/t), foi de 152,66 quilos (kg) na segunda quinzena de agosto, 4,90% superior ao de igual período da safra passada. No acumulado da safra, o teor de sacarose está em 138,22 kg de ATR/t, alta de 4,77% sobre 2017/2018.