Mundo

Uma em cada 6 crianças na Itália vive na pobreza

ROMA, 19 NOV (ANSA) – Uma em cada seis crianças e adolescentes na Itália vive em situação de pobreza, de acordo com um relatório divulgado nesta terça-feira (19) pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).   

O estudo “Mudar as possibilidades para as crianças vulneráveis: construir oportunidades e resiliência” mostra que o índice está acima da média dos países analisados pela OCDE, que é de um menor de idade pobre a cada sete.   

De 40 nações analisadas, a China lidera o ranking de pobreza entre as crianças e adolescentes, com um percentual de 33,1%. Em seguida aparecem África do Sul (32%), Brasil (30,1%), Turquia (25,3%) e Índia (23,6%).   

A relação dos 10 piores na classificação ainda inclui Israel (23,2%), Espanha (22%), Chile (21,1%), Estados Unidos (20,9%) e México (19,8%). A Itália aparece na 13ª posição, com um índice de 17,3%, atrás de Lituânia (17,7%) e Grécia (17,6%).   

O país com menor percentual de crianças pobres é a Dinamarca, com 2,9%. As nações nórdicas dominam o “top 10”, com Finlândia (3,3%), em segundo; Islândia (5,8%), em terceiro; Noruega (7,7%), em quinto; e Suécia (8,9%), em sétimo. Os outros países entre os 10 melhores são: Eslovênia (7,1%), em quarto; República Tcheca (8,5%), em sexto; Polônia (9,3%), em oitavo; Suíça (9,5%), em nono; e Estônia (9,6%), em 10º. A média das nações analisadas é de 13,2%. (ANSA)