Brasil

Uma a cada três brasileiras sofreu violência no último ano, aponta Datafolha

Uma pesquisa realizada pelo instituto Datafolha a pedido do Fórum Brasileiro de Segurança Pública mostra que uma a cada três brasileiras com 16 anos ou mais sofreu algum tipo de agressão nos últimos 12 meses. Os resultados foram divulgados nesta quarta-feira, 8 de março, o Dia Internacional da Mulher.

Entre os dias 11 e 17 de fevereiro de 2017, foram entrevistadas 2.073 pessoas, sendo 1.051 mulheres de todo o país. Destas, 833 aceitaram responder ao módulo de autopreenchimento a respeito de vitimização e assédio proposto pela pesquisa. Destas, 29% disseram que foram espancadas, xingadas, ameaçadas, agarradas, perseguidas, esfaqueadas ou chutadas no último ano.

Entre os homens que participaram da pesquisa, dois a cada três (66%) disseram que presenciaram agressões físicas ou verbais contra mulheres nos últimos 12 meses.

Ainda de acordo com a pesquisa, o agressor era conhecido das vítimas em 61% dos casos. Além disso, a maior parte dos casos ocorreu dentro de casa (45%) e na rua (39%). As agressões mais frequentes ocorreram com mulheres de 16 a 24 anos. Essa faixa etária concentrou 45% dos relatos de violência.

A pesquisa “Visível e Invisível: a Vitimização de Mulheres no Brasil” teve como objetivo levantar informações sobre a percepção da violência contra a mulher e sobre a vitimização sofrida segundo os tipos de agressão, e também traçar o perfil da vítima e descobrir quais atitudes foram tomadas frente à violência. O estudo teve financiamento do governo do Canadá e pelo Instituto Avon.