Brasil

Flávio Bolsonaro participa de jantar com Centrão, Maia e Alcolumbre

Crédito: Reprodução / Twitter

Cada vez mais próximos do governo de Jair Bolsonaro, líderes do Centrão estenderam o apoio também à família presidencial. Alvo de uma investigação no Rio de Janeiro, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) foi recebido em jantar na casa do deputado Marcos Pereira (SP), presidente do Republicanos, que reuniu integrantes do grupo e também os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

O encontro ocorreu na quinta-feira passada, uma semana após a polícia prender o ex-assessor parlamentar Fabrício Queiroz, suspeito de comandar um esquema de “rachadinha” no antigo gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O avanço das investigações contra o primogênito do clã Bolsonaro preocupa o Palácio do Planalto.

Líder do governo no Congresso, o senador Eduardo Gomes (MDB-TO) afirmou que o encontro teve clima “descontraído” e demonstrou o apoio que o Flávio tem entre os parlamentares. “Ele tem influência. Esse tipo de encontro é mais frequente do que as pessoas conseguem anunciar”, disse Gomes, que também esteve no jantar na quinta passada.

Participaram, ainda, caciques do Progressistas, maior legenda do Centrão. Foram ao jantar o líder da sigla no Senado, Ciro Nogueira (PI), e o líder da maioria na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PB).

Como mostrou o Estadão na semana passada, sem base de sustentação no Senado, o governo intensificou as negociações para distribuir cargos no momento em que oposição recolhe assinaturas para outra CPI no Congresso com base no caso envolvendo Flávio. Ao mesmo tempo, desde a prisão de Queiroz, no dia 18, líderes de partidos pressionam o Conselho de Ética do Senado para abrir processo de cassação contra o senador.

Anfitrião do jantar, Pereira atraiu a família Bolsonaro para o Republicanos – partido ligado à Igreja Universal – após o rompimento do presidente da República com o PSL, no ano passado. Além de Flávio, o segundo filho do presidente, o vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro, se filiou à sigla.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

+ Cartucho de videogame do Super Mario Bros. é leiloado por US$ 114 mil e quebra recorde
+ Jovem pede delivery e encontra dedo humano em esfirra
+ Usado: Toyota Corolla é carro para ficar longe da oficina
+ Veja 7 incríveis casas na natureza para sonhar
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior