Mundo

Um dos mineiros soterrados na China morre enquanto resgate tenta salvar os demais

Um dos mineiros soterrados na China morre enquanto resgate tenta salvar os demais

Operações de resgate em 13 de janeiro de 2021 na mina de ouro de Qixia, na China - CNS/AFP/Arquivos

Um dos mineiros soterrados na China há 10 dias morreu devido aos ferimentos, de acordo com a imprensa estatal, enquanto as equipes de resgate tentavam ampliar um canal para resgatar os demais.

Em 10 de janeiro, uma explosão em uma mina de ouro em Qixia, na província de Shandong Oriental, deixou estes mineiros presos a várias centenas de metros abaixo da superfície.

A explosão bloqueou a entrada do poço e cortou as comunicações.

Graças a um cabo inserido por meio de um duto cavado na rocha, as equipes de resgate puderam enviar alimentos e remédios aos 11 trabalhadores, presos a 540 metros de profundidade.

Um homem está 100 metros abaixo. O paradeiro dos outros 10 permanece desconhecido.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

Os mineiros conseguiram fazer chegar à superfície uma mensagem escrita à mão em uma página arrancada de um caderno. Nela, pediram que fossem enviados remédios e alertaram sobre o perigo do aumento das águas subterrâneas. O bilhete relatava ainda que quatro homens estavam feridos.

Um dos mineiros do grupo, que sofreu traumatismo craniano e estava em coma, não apresenta “sinais vitais”, confirmaram nesta quarta-feira(20) por meio de uma linha telefônica introduzida no local, informou a emissora CCTV.

Oito mineiros do grupo estão em condições estáveis, mas dois estão “sentindo-se fracos”, acrescentou a CCTV.

Até o momento, foi possível abrir dois canais, conectar um cabo de comunicação e enviar alimentos e outros produtos essenciais.

As equipes tentam ampliar o maior deles, que tem o tamanho de um bueiro, para seguir com o resgate, informou a televisão.

v

Mas a rigidez da rocha, principalmente do granito, impede que as operações avancem rapidamente, lamentou Chen Fei, prefeito da cidade de Yantai, que administra Qixia.

Veja também

+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Descubra as maiores tendências de cozinha que estão bombando em 2021
+ As 20 motos mais vendidas no Brasil em fevereiro
+ Receita fácil de Cuscuz Nordestino Temperado perfeito
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Cataratas do Niágara congelam e as imagens são incríveis
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica