Ediçao Da Semana

Nº 2743 - 19/08/22 Leia mais

A Uefa abriu um expediente disciplinar por conta de uma briga envolvendo o técnico do Bodo/Glimt, Kjetil Knutsen, e o preparador de goleiros da Roma, Nuno Santos, depois da vitória de ontem do time norueguês por 2 a 1 pelas quartas de final da Liga Conferência.

Segundo Santos, Knutsen o insultou na saída para o vestiário depois do jogo.

Já Knutsen alega que só se defendeu depois que Santos o esperou na saída do campo para ofendê-lo e o “agarrou pelo pescoço e o empurrou contra uma parede”.

Em entrevista depois da partida, o capitão da Roma, Lorenzo Pellegrini, qualificou o episódio de “insulto à competição”.

O Bodo/Glimt declarou às autoridades que analisou o vídeo do incidente e que seu treinador não foi o agressor no caso.

Além disso, o clube pediu à Uefa, detentora das imagens, que as divulgue para o público.

O mesmo expediente também foi aberto para outro jogo de ontem pelas quartas da Liga Conferência, na vitória do Olympique de Marselha sobre o PAOK da Grécia por 2 a 1.

Uma briga entre torcedores das duas equipes com lançamento de objetos e uso de sinalizadores terminou com 13 pessoas detidas, entre elas três torcedores gregos.

jll/mac/dr/cb