Mundo

UE tenta tranquilizar Rússia sobre missão de controle a embargo na Líbia

UE tenta tranquilizar Rússia sobre missão de controle a embargo na Líbia

A UE lançou em 1° de abril a missão naval Irini para controlar o embargo de armas na Líbia - AFP/Arquivos

Os países europeus tentaram tranquilizar a Rússia nesta terça-feira (2) sobre a operação europeia Irini em frente à Líbia, durante uma videoconferência do Conselho de Segurança da ONU, celebrada a pedido de Moscou após a interceptação de um petroleiro por um navio de guerra francês.

Durante esta sessão fechada, “a União Europeia apresentou a operação”, lançada em 1º de abril, disse um diplomata que pediu para ter sua identidade preservada.

O bloco reafirmou “o compromisso dos Estados europeus de respeitarem os embargos” (de armas e exportação ilícita de petróleo), através desta missão que se realiza “dentro do estrito marco das resoluções do Conselho de Segurança”, acrescentou.

Segundo outro diplomata, a “Rússia está muito isolada” no Conselho de Segurança em suas reticências em renovar a resolução 2292, que expirará em 10 de junho.

A resolução autoriza as inspeções em alto-mar e nela se baseia a missão Irini.

Suspeita-se que Moscou, que nega qualquer participação, abasteça com armas e mercenários o marechal Khalifa Haftar, homem forte do leste do país.

“Enfatizamos a necessidade de que a Operação Irini se celebre em conformidade com a resolução 2292”, disse a missão diplomática russa na ONU à AFP, sem excluir a possibilidade de que se requeira uma nova ordem do Conselho de Segurança.

A missão russa também pediu uma abordagem imparcial em relação aos beligerantes com uma operação “que cubra toda a costa líbia”.

A votação de um novo texto escrito por Berlim está prevista para 9 de junho.

Veja também

+ Entenda como a fase crítica da pandemia de Covid-19 pode ter sido superada em SP
+ Fotos íntimas de apresentadora italiana são vazadas em aplicativos de mensagens no Brasil
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Após se aposentar da Globo, Sérgio Chapelin aparece com novo visual; veja
+ Nick Cordero morre aos 41 anos, vítima de complicações da Covid-19
+ Ford Ranger supera concorrentes e é líder de vendas
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior