Mundo

UE reduz projeções de crescimento para economia da Itália


BRUXELAS, 16 MAI (ANSA) – A Comissão Europeia reduziu nesta segunda-feira (16) suas estimativas de crescimento para a economia da Itália.   

De acordo com o poder Executivo da União Europeia, o produto interno bruto (PIB) italiano deve ter expansão de 2,4% em 2022 e de 1,9% em 2023, enquanto as projeções anteriores, feitas em fevereiro, indicavam altas de 4,1% e 2,3% neste ano e no próximo, respectivamente.   

“As perspectivas de curto prazo continuam modestas, uma vez que os efeitos econômicos da agressão militar russa contra a Ucrânia minaram o sentimento econômico e exacerbaram os obstáculos existentes contra a expansão”, diz a Comissão Europeia em seu relatório.   

Com isso, segundo Bruxelas, a economia italiana só deve retornar aos níveis de produção pré-pandemia no segundo semestre de 2022.   

“As projeções continuam sujeitas a pronunciados riscos para baixo”, acrescenta o Executivo da UE.   

Ainda de acordo com a Comissão Europeia, o crescimento da zona do euro deve ser de 2,7% em 2022 e de 2,3% em 2023, contra as previsões anteriores de 4% e 2,7%, respectivamente.   

Além disso, a UE previa que a inflação na área da moeda comum encerraria este ano em 3,5%, mas agora elevou a projeção para 6,1%, graças à disparada dos preços de energia em função da guerra russo-ucraniana. (ANSA).