Economia

UE pede diálogo com Rússia para desbloquear exportações de alimentos da Ucrânia

UE pede diálogo com Rússia para desbloquear exportações de alimentos da Ucrânia

Chefe da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen

Por Sabine Siebold

DAVOS, Suíça (Reuters) – A chefe da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, pediu nesta terça-feira por conversas com Moscou sobre a liberação das exportações de trigo que estão presas na Ucrânia como resultado de um bloqueio marítimo russo.



+ OVNIs: Pentágono revela mais de 1.500 documentos secretos
+ Previsões de Nostradamus: Asteroide e ‘fim de todo o mundo’
+ SP: Tribunal do PCC mata dois homens que desviaram R$ 500 mi de garagens de ônibus

Na semana passada, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, acusou a Rússia de usar alimento como arma, mantendo suprimentos “reféns” não apenas para os ucranianos, mas também para milhões de pessoas em todo o mundo. Moscou rejeita essa alegação.

“O mais importante é desbloquear o Mar Negro. Este é um apelo à Rússia”, disse Von der Leyen à Reuters em entrevista durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos.

Von der Leyen, que é presidente do executivo da União Europeia, disse que uma crise alimentar está se aproximando a toda velocidade e que algum tipo de diálogo com Moscou é necessário para liberar 20 milhões de toneladas de trigo presas na Ucrânia.

Ela ainda disse que a União Europeia também deve aumentar sua própria produção, facilitando que os agricultores tenham uma segunda safra ou aumentem a produção de trigo.

(Reportagem de Sabine Siebold e Bart Meijer)

tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI4N106-BASEIMAGE