Mundo

UE fecha acordo para comprar 400 milhões de doses de vacina

BRUXELAS, 14 AGO (ANSA) – A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou nesta sexta-feira (14) um acordo com a farmacêutica AstraZeneca para a compra de 400 milhões de doses de vacina contra o novo coronavírus (Sars-CoV-2) desenvolvida pela Universidade de Oxford.   

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

Esse é o primeiro acordo formal do bloco para a compra da imunização, e vem após anúncios de reservas da ChAdOx1 nCoV-19 entre a farmacêutica e os governos dos Estados Unidos e Reino Unido.   

“Nós cumprimos nossas promessas. A Comissão Europeia concluiu seu primeiro acordo para comprar 400 milhões de doses da futura vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca. Nós estamos empenhados em proteger a saúde dos europeus e de nossos parceiros globais”, escreveu Von der Leyen no Twitter.   

Junto à confirmação da parceria, foi divulgado um texto em que a Comissão apresenta a “estratégia europeia” para acelerar o desenvolvimento, produção e entrega das vacinas contra o novo coronavírus.   

“Uma vacina efetiva e segura contra o vírus é nossa melhor aposta para encontrar uma solução permanente contra a pandemia.   

Tempo é essencial. Cada mês que ganhamos na busca por uma vacina salva vidas, meios de subsistência e bilhões de euros”, diz a publicação.   

Segundo o documento, “a Europa não estará segura” se a vacina não for distribuída globalmente e a decisão da estratégia foi tomada em parceria com os ministros de Saúde do bloco europeu. O texto ainda ressalta a importante aliança pela vacina criada pela França, Alemanha, Itália e Países Baixos.   

O anúncio desta sexta vem menos de 24 horas depois da presidente da Comissão anunciar que as conversas com outra fabricante, a Johnson & Johnson também avançaram. Segundo Von der Leyen, se concluído, o acordo prevê a compra de “200 milhões de doses da futura vacina contra o coronavírus, com a possibilidade de compra de mais 200 milhões no futuro”.   

Além dessas duas parcerias, a UE também mantém conversas com as fabricantes Sanofi e a GlaxoSmithKline (GSK), com a reserva de 300 milhões de doses se a vacina funcionar. (ANSA).   

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Último superjumbo Airbus A380 é montado na França

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea