Os homens ucranianos em idade de recrutamento com residência permanente em outros países não poderão, na maioria dos casos, deixar a Ucrânia se forem visitar o país, anunciaram as autoridades.

A Ucrânia tem tentado de todas as formas fortalecer as suas forças armadas desde a invasão russa de fevereiro de 2022 e recentemente reduziu a idade de mobilização de 27 para 25 anos.

A partir de agora, os homens ucranianos entre os 18 e os 60 anos com residência permanente fora do país estarão sujeitos às mesmas restrições que outros homens ucranianos em idade militar e serão proibidos de sair do país, a menos que cumpram alguns critérios, como motivos de saúde ou uma viagem cultural ou esportiva aprovada pelo governo.

A embaixada dos Estados Unidos em Kiev disse na terça-feira que “desde de 1º de junho a Ucrânia eliminou a exceção da ‘residência estrangeira'”.

bur-am-jbr/pc/mb/aa