Na quarta rodada de negociações, nesta segunda-feira (14), autoridades ucranianas exigiram cessar-fogo imediato e a retirada das tropas russas de seu território.

“Apenas depois disso nós poderemos conversar sobre relações territoriais e diferenças políticas”, disse Mikhailo Podolyak, líder das negociações com a Rússia.

Os ataques russos têm deixado um rastro de destruição. De acordo com a ONU, quase 600 civis morreram em razão do combate.

No último fim de semana, a Rússia expandiu seus alvos e bombardeou a base militar de Yavoriv, que fica bastante próxima à fronteira com a Polônia. 

As autoridades ucranianas pressionam por uma reunião entre os chefes de estado dos dois países.

Com informações da AFP

Assine nossa newsletter:

Inscreva-se nas nossas newsletters e receba as principais notícias do dia em seu e-mail


Siga a IstoÉ no Google News e receba alertas sobre as principais notícias