Geral

Twitter e Facebook terão que apagar posts que mostram cabeça de Marielle decapitada

Crédito: Divulgação

Facebook e Twitter precisam remover, em até 24 horas, inúmeras publicações ofensivas contra a vereadora Marielle Franco, que morreu em 2018.

Diversos usuários das redes sociais compartilharam imagens em que aparecem segurando a cabeça decapitada de Marielle, sustentada pelos cabelos, ensanguentada e com marcas de tiros. A 49ª Vara Cível do Rio de Janeiro determinou que todas as montagens sejam excluídas das redes.

A família da vereadora tinha movido a ação contra as duas redes sociais para pedir a exclusão, que foi aceita e assinada pela juíza Renata Gomes Casanova. De acordo com ela, a imagem ultrapassa a mera crítica política e a liberdade de manifestação do pensamento.

“Tais manifestações revelam escarnecimento com o assassinato de um ser humano e constituem agressão à dor da família, em ato de verdadeiro bullying virtual”, dizia a sentença da juíza.

Caso não cumpram com a exclusão das publicações, Facebook e Twitter oderão pagar multa diária de R$ 10 mil até o limite de R$ 500 mil.

Saiba mais
+ Homem acusado de matar a mãe e a tia é retirado de audiência por miar
+ Receita fácil de cupcakes para comemorar o Halloween
+ As 20 Picapes mais vendidas em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Sprinter vira motorhome completo; conheça o modelo
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio