Geral

Turista que morreu após mergulho comemorava 30 anos de casamento em Noronha

Turista que morreu após mergulho comemorava 30 anos de casamento em Noronha

José Edvaldo da Silva, de 52 anos, morreu praticando "Plana Sub" em Fernando de Noronha (PE) - Reprodução/Facebook

O diretor José Edvaldo da Silva, 52, estava comemorando os 30 anos de casamento com Elizabeth Verneque Cordeiro Silva, 45, quando morreu após mergulhar usando uma prancha puxada por um barco em Fernando de Noronha (PE). O acidente aconteceu na região do Porto de Santo Antônio, na tarde de 21 de maio.

Segundo apurou o G1, não era a primeira vez que o casal, que é de Ribeirão Branco (SP), estava em Noronha. Os dois já tinham mergulhado na primeira vez, mas dessa vez decidiram fazer o passeio puxado por uma lancha.


José Edvaldo da Silva, de 52 anos, e a esposa Elizabeth Verneque Cordeiro Silva, de 45 anos, em Fernando de Noronha (PE) – Arquivo pessoal

“Fomos há uns cinco ou seis anos e gostamos muito. Só que quando você vai pela primeira vez não tem a oportunidade de conhecer muita coisa e, por isso, voltamos. Gostávamos muito de caminhar, fazer trilhas, de aventura. Éramos aventureiros. E dessa vez ele planejou para fazermos tudo que queríamos”, explicou Elizabeth.

Elizabeth contou também que não ficou ao lado do marido durante o passeio e, aparentemente, tudo tinha corrido bem. Mas, quando subiu no barco, percebeu que José Edvaldo não estava lá.

Segundo a declaração de óbito feita pelo IML, a causa da morte de José Edvaldo foi asfixia por afogamento.