Esportes

Tsonga encerra carreira após perder em Roland Garros

O francês Jo-Wilfried Tsonga se despediu do tênis após perder nesta terça-feira para o norueguês Casper Ruud na primeira rodada de Roland Garros.

Rudd fechou o jogo em 3 sets a 1, com parciais de 6-7 (6/8), 7-6 (7/4), 6-2 e 7-6 (7/0), em três horas e 49 minutos de partida.


Tsonga, que ao longo da carreira venceu 18 torneios ATP e chegou a ser número cinco do mundo, tinha anunciado há algumas semanas que iria se aposentar depois de sua participação em Roland Garros.

Aos 37 anos, e apesar do apoio incondicional do público na quadra Philippe Chatrier, ele até impôs alguma resistência contra Rudd, número oito do mundo, mas uma lesão no ombro direito o prejudicou no final da partida.

Depois do jogo, Tsonga foi ovacionado por vários minutos pelo público e se ajoelhou para beijar o chão da quadra, antes de receber uma homenagem do presidente da Federação Francesa de tênis (FFT), Gilles Moretton, e da diretora de Roland Garros, Amélie Mauresmo.

Tsonga se aposenta depois de ter sido uma das maiores referências do tênis francês nas últimas décadas.

Apesar de nunca ter ganhado um Grand Slam, foi finalista no Aberto da Austrália (2008) e semifinalista em Roland Garros (2013 e 2015) e Wimbledon (2011 e 2012), além de ter sido campeão dos Masters 1000 de Paris-Bercy (2008) e Canadá (2014), medalhista de prata nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e vencedor com a França da Copa Davis (2017).

Tsonga também é um dos três únicos tenistas na história a ter derrotado Novak Djokovic, Rafael Nadal e Roger Federer com estes ocupando o topo do ranking do tênis e um dos três a ganhar do ‘Big 3’ e Andy Murray em um Grand Slam.

mcd/dam/cb





Tópicos

2022 ATP FRA tênis WTA