Mundo

Trump se diz disposto a financiar com o próprio bolso campanha pela reeleição

Trump se diz disposto a financiar com o próprio bolso campanha pela reeleição

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, entra na Base Aérea de Andrews em Maryland em 8 de setembro de 2020 - AFP


O presidente americano, Donald Trump, disse nesta terça-feira que, se for necessário, usará o patrimônio pessoal em sua campanha pela reeleição, a oito semanas da data do voto.

A declaração, incomum, feita no início de um giro por cinco estados-chave, mostra a dificuldade do presidente em atrair eleitores e os recursos necessários para vencer o rival, o democrata Joe Biden, que lidera as pesquisas de opinião.

“Se for necessário, eu o farei”, respondeu Trump a jornalistas, ao ser perguntado sobre gastar o próprio dinheiro. “Custe o que custar. Temos que vencer.”

Há quatro anos, quando derrotou Hillary Clinton, Trump usou 60 milhões de dólares de seus ativos, mas o patrimônio atual do presidente é cercado de sigilo. “Minha campanha gastou muito no começo para rebater as histórias e notícias falsas envolvendo a nossa versão do vírus chinês”, defendeu-se no Twitter.

Nesta terça-feira, o presidente visitou Jupiter, na Flórida, estado que precisa somar se deseja permanecer na Casa Branca. Ele seguirá para a Carolina do Norte, outro estado-pêndulo, que o apoiou em 2016, mas se inclina agora para Biden.

Diante da pandemia de Covid-19, que deixou mais de 189.000 mortos na maior economia do mundo, com níveis históricos de desemprego, o milionário republicano carrega uma dupla promessa: a chegada iminente de uma vacina e uma recuperação exponencial da economia.

Trump culpa os democratas por obscurecer a crise sanitária e impor restrições excessivas às cidades e estados motivados por um cálculo eleitoral e não pela saúde pública.

“Os democratas vão abrir seus estados em 4 de novembro, um dia após a eleição. Esses fechamentos são ridículos e só servem para prejudicar a economia antes da eleição que é talvez a mais importante de nossa história”, disse ele no Twitter antes de começar sua turnê.

Os republicanos acusam Joe Biden e sua companheira de chapa, Kamala Harris, de politizarem a busca por uma vacina contra a covid-19, depois que a senadora afirmou não acreditar em “uma palavra” do presidente republicano a respeito.

Para Kayleigh McEnany, porta-voz da Casa Branca, os democratas disputam um jogo perigoso ao lançar dúvidas sobre uma questão tão delicada.

– Obama presente –

Em entrevista à Fox Business, Mark Meadows, chefe de gabinete da Casa Branca, expressou otimismo quanto à adoção, antes das eleições, de um novo plano de ajuda, afirmando que apesar das profundas diferenças os dois partidos podem alcançar um acordo.

Em março, o Congresso aprovou um projeto de lei de emergência para desbloquear 2,2 trilhões de dólares, com 500.000 adicionais até o final de abril, para lidar com uma crise sem precedentes.

Em contraste com a atividade frenética do milionário republicano, Joe Biden, 77, tem apenas uma viagem agendada, para o Michigan, nesta quarta-feira. Mas neste cenário midiático, há outro democrata muito presente: o ex-presidente Barack Obama.



Nesta terça-feira, o ex-presidente apoiou Kamala Harris em um vídeo no qual oferece dicas de campanha e de como se conectar com as pessoas.

“Vou fazer tudo o que puder e Michelle também para garantir que tudo flua nas eleições”, prometeu.

Saiba mais
+ Homem acusado de matar a mãe e a tia é retirado de audiência por miar
+ Receita fácil de cupcakes para comemorar o Halloween
+ As 20 Picapes mais vendidas em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Sprinter vira motorhome completo; conheça o modelo
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio