Mundo

Trump promete reagir a ataques na Arábia Saudita

Trump promete reagir a ataques na Arábia Saudita

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, pode ter sido alvo de uma operação israelense para monitorar telefones celulares perto da Casa Branca - AFP/Arquivos

WASHINGTON, 16 SET (ANSA) – O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou neste domingo (15) que está pronto a reagir ao ataque aéreo contra duas grandes instalações da estatal de petróleo saudita Saudi Aramco.

Em seu perfil no Twitter, o mandatário americano disse que “há razões para acreditar que conhecemos o culpado”. “Estamos prontos e carregados, mas estamos esperando ouvir do reino quem eles acreditam que tenha sido a causa desse ataque e sob quais termos nós procederemos”, acrescentou.

O bombardeio foi reivindicado pelos rebeldes houthis, que são combatidos pela Arábia Saudita no Iêmen, mas contam com o apoio do Irã. Os houthis também ameaçaram explodir outras instalações de petróleo no reino vizinho.

O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, culpou explicitamente Teerã pelo ataque, o qual chamou de “sem precedentes”. “Não há evidências de que os ataques vieram do Iêmen”, disse ele no último fim de semana.

Após o bombardeio, a Arábia Saudita interrompeu a produção nas duas instalações atingidas, o que fez o preço do petróleo no mercado internacional disparar – na manhã desta segunda-feira (16), a cotação do brent e do WTI cresce ao redor de 10%.

Em resposta, Trump anunciou que, se necessário, usará as reservas de petróleo estratégicas do país para abastecer o mercado internacional e pediu agilidade na aprovação de oleodutos em estados como o Texas. (ANSA)