Mundo

Trump Jr. chega ao Capitólio para confirmar depoimento sobre ingerência russa

Trump Jr. chega ao Capitólio para confirmar depoimento sobre ingerência russa

Donald Trump filho (centro) chega ao Congresso para testemunhar em comitê do Senado sobre a ingerência russa nas últimas eleições - AFP

O filho mais velho do presidente Donald Trump, Donald Trump Jr., chegou nesta quarta-feira (12) ao Congresso dos Estados Unidos para testemunhar no comitê do Senado e confirmar as declarações dadas durante a investigação sobre a ingerência russa nas últimas eleições presidenciais.

“Nada a corrigir”, disse à imprensa Trump Jr. ao chegar ao Capitólio para uma audiência de quatro horas de duração.

Trump Jr. vai testemunhar a portas fechadas no Comitê de Inteligência do Senado, um painel liderado pelos republicanos que investiga há dois anos a ingerência russa nas eleições presidenciais dos Estados Unidos de 2016.

O empresário, de 41 anos, é quem administra a Trump Organization, grupo de companhias que durante décadas foi liderado por seu pai.

Dentro da sala, Trump Jr. enfrentará questionamentos sobre uma comentada reunião na Trump Tower com um advogado russo, que ofereceu informação “suja” sobre a candidata democrata Hillary Clinton.

Alguns democratas suspeitam de que o filho do presidente possa ter mentido sobre o que ele e seu pai sabiam a respeito dessa reunião, ocorrida em junho de 2016.

Segundo a imprensa americana, os senadores também questionarão Trump Jr. sobre um projeto para construir uma Trump Tower em Moscou.

Em maio, o presidente Trump disse estar “muito surpreso” por esta nova convocação recebida por seu filho.

O presidente do painel, o senador republicano Richard Burr, enfrentou críticas de seu próprio partido por solicitar que Trump Jr. testemunhasse pela segunda vez, devido a discrepâncias entre seu depoimento original de 2017 e o de outras testemunhas.