Mundo

Trump elogia ‘Jexodus’, movimento pela saída dos judeus do Partido Democrata

Trump elogia ‘Jexodus’, movimento pela saída dos judeus do Partido Democrata

Presidente dos EUA, Donald Trump, fotografado na Cidade Velha de Jerusalém em 2017 - AFP/Arquivos

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, elogiou nesta sexta-feira (15) o “Jexodus”, um “movimento” que estimula os jovens judeus a abandonarem o Partido Democrata e se unir aos republicanos.

“O movimento ‘Jexodus’ estimula os judeus a deixarem o Partido Democrata (…) Os republicanos os esperam com os braços abertos”, tuitou o presidente.

No início desta semana, Trump já havia citado a jovem Elizabeth Pipko, que se apresentou na Fox News como porta-voz do “Jexodus”, um neologismo em inglês formado pelas palavras “judeu” e “êxodo”, e denunciou “o antissemitismo dentro do Partido Democrata”.

Durante vários dias, o presidente questionou os democratas nesse sentido.

“Os democratas se converteram em um partido anti-Israel, se converteram em um partido antijudeus”, disse Trump na semana passada, após a polêmica provocada pelas declarações de uma congressista democrata muçulmana.

Ilhan Omar, única parlamentar a usar o véu islâmico e uma das duas primeiras muçulmanas do Congresso americano, criticou “a lealdade a um país estrangeiro” de alguns grupos de pressão, assim como de congressistas – uma referência a Israel e ao Aipac, um poderoso lobby pró-Israel nos Estados Unidos.